Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/06/21 às 23h56 - Atualizado em 19/08/21 às 10h39

Emater-DF apresenta a deputada e lideranças rurais energia fotovoltaica em assentamento

 

Coordenador de projeto de energia fotovoltaica da Emater-DF, Tupac Petrillo explica o funcionamento do sistema

 

A Emater-DF apresentou neste sábado (19) à deputada federal Erika Kokay (PT), movimentos sociais e lideranças de assentamentos rurais do Distrito Federal o sistema instalado pela empresa no assentamento Estrela da Lua, no Paranoá, que leva água do curso d’água próximo a um sistema de tanques e caixas por meio de energia fotovoltaica. O Estrela da Lua é o primeiro do DF a ter um sistema de irrigação com o uso dessa fonte de energia.

 

Produtores assistidos pela Emater-DF adotam energia fotovoltaica e economizam na produção
Emater-DF participa de entrega de kits de irrigação da Seagri em Planaltina

Assentamento no Paranoá é o primeiro do DF a ter sistema de energia solar

 

A instalação do sistema, com placas fotovoltaicas, tubulação, caixas d’água e tanques para armazenagem de água, foi construído com recursos de emenda parlamentar destinada pela deputada distrital Arlete Sampaio (PT). A obra custou R$ 91,9 mil. Outros R$ 50 mil, também de emenda da deputada, serão usados na compra de material para o revestimento dos tanques.

 

A obra foi feita com colaboração da Secretaria de Agricultura, que fez as escavações para a tubulação, o que ajudou na redução de custos. O projeto foi desenvolvido pelo geógrafo Tupac Petrillo, que coordena o programa de energia fotovoltaica da Emater-DF. Petrillo disse que todo o sistema foi pensado para ter a maior eficiência possível e o menor custo. Segundo ele, o sistema capta de 4 mil a 6 mil litros/hora de água por seis horas diárias.

 

A diretora-executiva da Emater-DF, Loiselene Trindade, a presidente, Denise Fonseca, e a deputada federal Erika Kokay (PT) no assentamento Estrela da Lua

 

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, lembrou da importância da energia e da água para a produção agropecuária. “Se a gente pode produzir a própria energia, a gente vai produzir cada vez mais barato e poder concorrer [no mercado] cada vez mais, gerando mais emprego e renda. […] A deputada vai ver nosso projeto, que é um projeto para se replicar”, afirmou. “Para a Emater e a Secretaria de Agricultura, vocês são a nossa prioridade. A Emater é a casa de vocês”, disse aos moradores edo assentamento e liderenças rurais presentes.

 

A deputada Erika Kokay disse que a experiência do Estrela da Lua pode ser replicada em outros assentamentos e núcleos rurais. “A gente veio aqui para conhecer a experiência da [energia] fotovoltaica para ver o que a gente pode levar para outros assentamentos, para outros campos para que a gente possa ter uma forma de nos relacionarmos que não maltrate a natureza”, afirmou.

 

Representando o secretário de Agricultura, Candido Teles, o subsecretário de Agricultura, João Pires, disse que tem sido procurado para que o projeto de energia fotovoltaica seja implantado em outras comunidades rurais.  “A gente não tem dúvida de que esse projeto vai ser replicado não só no DF, mas no Brasil afora”, declarou.

 

A presidente Denise Fonseca, o chefe de gabinete da deputada Arlete Sampaio, Gabriel Magno, a deputada Erika Kokay e o subsecretário de Agricultura, João Pires

 

Pela Emater-DF, também estiveram presentes a diretora-executiva, Loiselene Trindade, o asssessor parlamentar, Mesaque Barbosa, e a extensionista da empresa Yoko Odaguiri, que recebeu uma salva de palmas das agricultoras presentes pelo seu trabalho de extensão rural na região. A deputada Arlete Sampaio foi representada por seu chefe de gabinete, Gabriel Magno.

 

Estrela da Lua
O sistema que capta água do ribeirão no assentamento Estrela da Lua atende sete glebas, beneficiando cerca de 35 pessoas. O assentamento foi criado em 2013, próximo ao parque Ivaldo Cenci, onde é realizada a AgroBrasília. Cada propriedade tem 2,5 hectares (25 mil metros quadrados) e a área coletiva, 5,73 hectares (57,3 mil metros quadrados).

 

O complexo projetado pela Emater e instalado no assentamento resolve a questão da irrigação da comunidade e ainda contribui para atenuar a falta de energia – o assentamento ainda não tem fornecimento regular de eletricidade.

 

O programa da Emater tem como proposta a instalação de módulos fotovoltaicos em pequenas propriedades, como forma de gerar energia, reduzir custos para os produtores e garantir uma produção mais sustentável. “A aplicação destas tecnologias demonstra a importância do uso eficiente da água, inteligência no gerenciamento da energia fotovoltaica e o uso social da terra”, diz Petrillo.

 

Além do sistema de energia fotovoltaica, o assentamento recebeu da Secretaria de Agricultura (Seagri), em maio, um kit de irrigação para atender a comunidade. A entrega atende a um anseio antigo do assentamento, porque garante abastecimento para a produção agrícola das famílias do local.

 

O agricultor Claudionor Pereira, uma das lideranças do Estrela da Lua, conversa com a direção da Emater-DF e com o subsecretário de Agricultura

 

O agricultor Claudionor Pereira, uma das lideranças do Estrela da Lua, disse que a comunidade esperava pelo kit de irrigação desde 2014. “Essa gestão tem sido muito parceira. Resolveram o que a gente pede e espera há anos. Antes não dava para a gente produzir nada. Agora a gente vai conseguir”, afirmou.

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br