Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/08/21 às 13h39 - Atualizado em 9/08/21 às 10h32

Setor produtivo discute propostas para o Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável do DF

COMPARTILHAR

Objetivo do encontro foi alinhas propostas para o Plano de Desenvolvimento Rural

 

 

Com o objetivo de alinhar as propostas do Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável do Distrito Federal (PDRS/DF), as entidades que integram os esforços para a construção do planejamento rural, que servirá para os próximos 20 anos, se reuniram na manhã desta sexta-feira (6), na Casa do Cerrado. O Sistema Agricultura do DF, composto por Emater, Ceasa e Seagri, participou ativamente do encontro.

 

Os representantes das entidades envolvidas se dividiram em grupos para avaliar a primeira versão do documento, que já está em fase final. Após validação da proposta, o grupo de trabalho que elabora o PDRS/DF vai consolidar tudo que foi debatido e aprovado em cada um dos eixos temáticos. Até o final de setembro, deve estar pronta a versão final que será apresentada ao governador Ibaneis Rocha.

 

A Emater-DF está entre as 25 entidades que trabalham na elaboração do plano. “Estamos passando por todos os eixos, trabalhando muito arduamente no desenvolvimento desse plano, para que a gente possa trabalhar a execução das politicas públicas traçadas. Ou seja, consolidar no campo aquilo que está sendo desenvolvido dentro do plano”, destacou a diretora-executiva do órgão, Loislene Trindade da Rocha, que participou representando a presidente da empresa, Denise Fonseca.

 

O secretário de Agricultura, Candido Teles, lembrou que o resultado deste trabalho leva em conta, pela primeira vez, o desenvolvimento rural da região.  “Se planeja na cidade os edifícios, as praças, posto médico, delegacia de polícia, corpo de bombeiros, por que não se pode fazer também no campo? Se planeja na área urbana esgoto sanitário, tratamento de água, distribuição de água, de energia, creche, escola, por que não pode ser feito no campo? Se dá título de propriedade para as pessoas na cidade, elas são donas de seus apartamentos, suas casas, por que o produtor rural não pode ser dono da sua terra, ter sua escritura? Então, precisamos planejar isso para fazer a transformação no campo”, comparou.

 

Previsto desde 2009, por meio da Lei complementar nº 802, o PDRS/DF só começou a ser elaborado dez anos depois, na atual gestão do governo do Distrito Federal. Ele está dividido em oito eixos temáticos: territorial e agrário; infraestrutura rural; humano social; agricultura familiar; econômico (inovação e empreendorismo rural); defesa agropecuária, qualidade e segurança dos alimentos; comercialização e abastecimento; meio ambiente.

 

Também participaram da reunião desta sexta-feira, o presidente da Ceasa, Sebastião Lopes de Andrade; o presidente da Frente Parlamentar de Agricultura, deputado distrital Roosevelt Vilela; o superintendente federal de Agricultura do DF, William Barbosa, o  presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Distrito Federal (Fape-DF, Fernando Cezar Ribeiro, entre outras autoridades.

 

 

 

A Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br