Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/21 às 14h44 - Atualizado em 1/10/21 às 17h19

Planta básica dará mais rapidez ao registro de agroindústrias avícolas

Extensionista Fernanda Lima apresentou durante a Semana Distrital de Defesa Agropecuária

 

Empreendedores rurais interessados em implantar uma agroindústria avícola ou um entreposto de ovos podem contar, em breve, com uma planta básica do estabelecimento. O trabalho, realizado em conjunto pela Emater-DF e pela Secretaria de Agricultura (Seagri), vai facilitar a vida do produtor em uma das etapas necessárias para o registro do empreendimento.

 

Produção de ovos é tema de visita técnica em Ceilândia com produtores da Vargem Bonita

 

A planta foi apresentada durante a Semana Distrital de Defesa Agropecuária, que ocorreu na Casa do Cerrado, nesta quinta-feira (30 de outubro), e foi organizada pela Subsecretaria de Defesa Agropecuária (SDA) da Seagri. De acordo Fernanda Lima, técnica em agroindústria da Emater-DF, o trabalho é uma ferramenta de extensão rural e partiu de uma demanda da assistência técnica.

 

“Com a planta, o processo de aprovação dos empreendimentos ficará muito mais rápido”, avalia. Desenvolvida pelo engenheiro-agrônomo Almeri Martins, da Emater-DF, a planta atende ao decreto 41891/2021, que atualiza algumas normas de edificações dos empreendimentos rurais. “Isso dá segurança ao produtor”, ressalta Fernanda.

 

O projeto, elaborado em parceria com a Divisão de Ispeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal (Dipova) da Seagri, atende a granjas avícolas que produzem até 3,6 mil ovos de galinha por dia ou 18 mil ovos de codorna. Possui áreas específicas que obedecem ao fluxograma do produto — recepção, manipulação, depósito, expedição, depósito de embalagens, vestiários e sanitários.

 

A iluminação deve ser, de preferência, natural, assim como a ventilação. As janelas devem ser laváveis, com protetores de insetos, paredes lisas e laváveis e um pé direito um pouco mais alto. A edificação deve ser bem posicionada quanto ao sol e protegida de animais domésticos.

 

Segundo Fernanda, o custo médio do estabelecimento, conforme tabela do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), é de R$ 77 mil. “Esse valor pode ser menor, já que a referência do Sinduscon é relativa a grandes empreendimentos”, observa a extensionista.

 

A Emater-DF vai oferecer um curso aos produtores rurais interessados no tema. A atividade vai acontecer em novembro, com inscrições abertas a partir de 11 de outubro. Em breve, as informações mais detalhadas serão divulgadas no site e também nas redes sociais da empresa. A planta será disponibilizada aos interessados durante o curso.

 

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br