Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/06/21 às 10h55 - Atualizado em 19/08/21 às 10h39

Horta comunitária assistida pela Emater-DF recupera autoestima de pessoas em vulnerabilidade

Pessoas em situação de vulnerabilidade aprendem a cultivar em horta comunitária

 

 

Em um terreno de 750 metros quadrados no setor de chácaras do bairro São Francisco, em São Sebastião, mais de 50 pessoas em situação de vulnerabilidade social têm cultivado não só alimentos, mas autoestima, paciência, responsabilidade e saúde.

 

No final de 2020, o terreno, que estava vazio, foi transformado em horta comunitária por meio de parceria entre a Emater-DF, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), a Administração Regional de São Sebastião e o Instituto Inclusão, que administra três casas do GDF que acolhem 12 famílias e 63 homens em situação de vulnerabilidade social.

 

Couve, alface, tomate, taioba, cebolinha, salsa, cenoura, beterraba, jiló, mamão e maracujá são os alimentos cultivados na área com a participação de 52 pessoas dessas casas, além de moradores locais. O objetivo do projeto é possibilitar a capacitação em agricultura urbana e incentivar, por meio da educação multidisciplinar, novos hábitos alimentares e ainda elevar o potencial para empregabilidade no campo e geração de renda nas comunidades atendidas pelo projeto.

 

Além contribuir com os insumos para implantação da horta, a Emater fez a capacitação de multiplicadores e presta orientação técnica sobre a montagem dos canteiros e manejo da produção.

 

O coordenador do programa de Agricultura Urbana da Emater-DF, Rogério Viana, diz que cultivar uma horta melhora substancialmente a qualidade da alimentação com um custo muito baixo, além de trazer benefícios indiretos. “Melhora da autoestima dessas pessoas ao descobrirem o quanto podem fazer com um pequeno esforço, melhora da qualidade ambiental do local com o uso de água da chuva, reuso de água e com o reaproveitamento dos resíduos orgânicos para adubação, promove uma melhoria estética e ambiental da paisagem, substituindo um terreno baldio por uma bela horta, além de favorecer a integração entre os membros da comunidade com uma população geralmente marginalizada”, explica.

 

Já o assessor da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Daniel Feo Castro de Araújo, acredita que são muitas as habilidades desenvolvidas e aperfeiçoadas a partir do contato com a terra. “Além de melhorar o senso de responsabilidade com a vida, plantar é um trabalho de paciência, de esperar a germinação, o florescimento. Muitos também resgatam suas origens, já que demonstram ter experiência na lida com a terra. As crianças das famílias acolhidas também participam de atividades promovidas na horta”, diz.

 

Recentemente, o projeto foi ampliado por meio de uma parceria com a Farmácia Viva, da Secretaria de Saúde, e a Universidade do Distrito Federal (UDF), com a oferta de mudas e plantas medicinais como apoio ao cultivo e produção de fitoterápicos em São Sebastião. E, em breve, Ceilândia também ganhará uma horta na QNM 10 para atender à casa de acolhimento da região. O terreno já está em fase de preparação.

 

Alimentos são consumidos pelas casas de acolhimento

 

Programa de Agricultura Urbana da Emater-DF

O programa de Agricultura Urbana tem por objetivos básicos incentivar a segurança alimentar e a geração de renda pelo incentivo à produção de hortaliças orgânicas em hortas comunitárias e escolares no DF. Para este fim promovemos a qualificação de pessoas (multiplicadores) — por meio de cursos de treinamento — na produção agroecológica de hortaliças no espaço urbano.

 

Como subsídio à produção das hortas escolares e hortas comunitárias, a Emater-DF repassa insumos na forma de adubos, sementes, ferramentas e faz a orientação técnica aos responsáveis pela manutenção das hortas. Anualmente são atendidas diversas instituições, entre escolas, creches, centros de saúde, unidades de internação socioeducativas e outras entidades filantrópicas privadas que recebem insumos e/ou assistência técnica.

 

A Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br