Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/10/21 às 9h52 - Atualizado em 17/10/21 às 10h15

Dia Nacional da Agricultura: “Se não fosse a agricultura, o povo não comia”, diz Zequinha da Horta

COMPARTILHAR

 

Jucelino Teles de Lima, 62 anos, trabalha na roça desde os oito anos de idade. Conhecido como Zequinha da Horta – Zequinha porque é diminutivo de Zé, pai dele; da Horta, porque Zequinhas existem muitos mas da Horta, no Gama, só tem ele –, o produtor rural é um amante da agricultura. Neste Dia Nacional da Agricultura, celebrado em 17 de outubro, Zequinha da Horta é o personagem que ilustra a reportagem. “Amo demais minha roça. Minha vida é essa aqui”, justifica.

 

Natural de Morro do Chapéu, na Bahia, onde plantava milho, feijão, mandioca, mamona, sisal e criava bode, decidiu mudar para o DF porque lá a água era escassa.  Aqui, ele consegue cultivar alface, couve, rúcula, agrião, salsinha, cebolinha, chicória, banana e pimenta, seu xodó.

 

O negócio de Zequinha é plantar alimentos, o que, na opinião dele, é a função nobre da agricultura. Ele não tem dúvidas de que tudo o que se faz no campo é importante também para a cidade. “Eu sei que tem muita gente que não dá valor, mas se não fosse a agricultura o povo não comia”, lembra.

 

Para a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, atividades como a de Zequinha tornam o trabalho da Emater-DF ainda mais importante: “A agricultura é a razão de existir da Emater-DF. É pela agricultura e pelos agricultores que estamos aqui. Nossa missão é fomentar a agricultura, levar meios e novas tecnologias para alavancar a produção de forma sustentável”, afirmou.

Pimentas cultivadas na propriedade de Zequinha da Horta

 

Agricultura em números

O Distrito Federal tem 20.148 produtores rurais (dado de 2020). Deste total, 8.954 são agricultores familiares, como Zequinha da Horta. Os outros 11.194 são patronais. Juntos, esses dois grupos produzem pelo menos 160 produtos em mais de 139 mil hectares de terra. Os 10 produtos agrícolas mais cultivados no DF, por produtores atendidos pela Emater-DF, são: soja, milho, feijão, alface, tomate, feno, palmeiras em geral, morango, couve e pimentão.

 

A produção orgânica é menor, porém também significativa. O DF tem 257 produtores rurais cadastrados como orgânicos no Ministério da Agricultura. Em 2020, em uma área de 598,36 hectares, foram cultivadas 91 variedades de alimentos. Entre os orgânicos, os principais produtos foram: alface, couve, brócolis, cenoura, cebolinha, beterraba, espinafre, couve-flor e banana.

 

Assistência técnica e extensão rural

Em comum, produtores orgânicos e convencionais do DF, familiares ou patronais, podem receber assistência técnica da Emater-DF. Em 2020, 100.187 pessoas, entre agricultores e moradores de áreas rurais, foram atendidos por extensionistas e funcionários da Emater-DF. O número de atendimentos chegou a 221.736, realizados em 8.527 propriedades da região.

 

Zequinha da Horta é um exemplo de produtor atendido. Para ele, a Emater-DF é fundamental e sempre presente. “A Emater-DF está sempre de portas abertas para receber nossos produtores. Estamos diariamente no campo, incentivando a produção agrícola, seja para comercialização ou seja para subsistência do agricultor, da sua família e da comunidade”, garante a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca.

 

 

A Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br