Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/09/20 às 19h29 - Atualizado em 26/09/20 às 9h32

Revitalização de canal vai levar água a produtores e reduzir perdas no Santos Dumont

O governador Ibaneis Rocha e a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, durante evento de entrega do Canal do Santos Dumont

 

A revitalização do canal de irrigação do Núcleo Rural Santos Dumont, obra entregue nesta sexta-feira (25) em Planaltina, vai permitir que os agricultores da região possam produzir alimentos o ano inteiro e, em alguns casos, até dobrar a produção com a oferta de água. Reivindicada há 30 anos pela comunidade, a obra foi inaugurada pelo governador Ibaneis Rocha.

 

O canal principal tem 18 km de extensão e teve 9,9 km revestidos com tubulação de polietileno, evitando perdas de até 50% da água por inflitração na terra. Outros oito ramais secundários, com 7,9 km de extensão, completam o sistema de irrigação do núcleo rural.  O canal é abastecido com água do Ribeirão Pipiripau.

 

O produtor Robson Tsuyoshi Yoshimura, que vive há mais de 20 aqnos no núcleo rural, disse que passava até quatro meses do ano sem produzir por causa da falta de água. Ele planta batata-doce em uma área de cinco hectares. “Agora dá para plantar a produção. Graças a Deus veio essa água para alegrar tdo mundo”, disse. Yoshimuraagora pensa em ampliar a variedade de sua produção, com abacate, limão e mandioca.

 

Governador Ibaneis Rocha vistoria um dos pontos do canal

 

A presidente da Associação de Usuários do Canal de Abastecimento de Água do Núcleo Rural Santos Dumont, Flávia Kikuchi, disse que a obra era esperada há décadas. “Essa obra trouxe segurança e perspectiva de alegria de um sonho que era aguardado há 30 anos pelos moradores e agora se realizou”, afirmou.

 

O governador Ibaneis Rocha destacou a importância do canal para a agricultura do Distrito Federal. Essa região de Planaltina é muito importante e, junto de Brazlândia, é onde temos a maior produção de hortaliças que abastece o Distrito Federal”, declarou. Segundo o governador, novas entregas serão feitas para a área rural nos próximos meses e no ano que vem. “Precisamos fixar o homem no campo, mas com qualidade de vida.”

 

“É uma obra importante para todos nós, mas principalmente para os produtores de hortaliças daquela região, que vão ter condições de produzir mais com mais qualidade”, afirmou Candido Teles, secretário de Agricultura.

 

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, ressaltou os benefícios aos produtores rurais do núcleo. “Sem água não há agricultura e sem agricultura na há dinheiro no bolso dos produtores nem comida na mesa das pessoas”, disse. “Governo existe para resolver os problemas do povo, das comunidades, de quem trabalha e produz. Essa obra mostra o comprometimento deste governo com a sociedade”, declarou.

 

Autoridades fazem inauguração simbólica do canal de irrigação

 

Além de beneficiar os cerca de 90 produtores rurais do Santos Dumont, o canal vai atender indiretamente moradores de Sobradinho e Planaltina. As perdas com infiltração, que chegavam a até 50% do volume de água transportado no canal por causa do leito de terra, vão ser adicionadas às reservas hídricas que abastecem a região.

 

Obras

As obras de revitalização do canal do Santos Dumont foi um esforlo conjunto de vários órgãos, como a Caesb, Adasa, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba, Secretaria de Agricultura, Emater e ABHA Gestão de Águas, e a comunidade, que entrou com mão de obra em sistema de mutirão.

 

Parte da tubulação usada no revestimento do canal do Núcleo Rural Santos Dumont

 

A revitalização dos canais secundários, que levam água para para as propriedades rurais, recebeu investimentos de R$ 3,2 milhões, valor pago pelos usuários como tarifa de contigência cobrada durante a crise hídrica de 2017, que provocou perdas na agricultura local. Também foram investidos mais R$ 1,8 milhão, pelo Comitê de Bacia do Paranaíba, na obra.

 

O projeto de revitalização foi iniciado há cinco anos, mas as obras começaram em 2019 nos canais secundários e em 2020, no principal. No total, foram instalados cerca de 17,5 km de tubulação nos ramais principal e secundários.

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br