Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/12/15 às 17h00 - Atualizado em 29/10/18 às 11h35

Produção de alimentos com responsabilidade ambiental

 

Conciliar a produção de alimentos com o uso correto e a preservação dos recursos naturais: esse é o principal objetivo do Plano de Manejo da Água e do Solo em Terras Produtivas do Distrito Federal, lançado pelo Governo de Brasília na manhã desta sexta-feira (11) no núcleo rural Olaria (região administrativa de Brazlândia). Na ocasião, o governador Rodrigo Rollemberg fez a entrega de 1,6 mil metros do canal de irrigação do córrego Olaria, que beneficiará 21 produtores da comunidade.

 

De acordo com o secretário de Agricultura, José Guilherme Leal, o plano compreende quatro programas: água, solo, revitalização ambiental e ações transversais — como recuperação de estradas, construção e adequação de reservatórios, dentre outros. “Decidimos começar por essa unidade hidrográfica pela importância que ela representa para o Distrito Federal”, explicou o secretário, destacando que o rio Descoberto, que banha a região, abastece 65% da população de Brasília.

 

Para o presidente da Emater-DF, Argileu Martins, a entrega do canal — cujas obras contaram com o esforço de vários órgãos e empresas do GDF — demonstra que, unido, o governo realiza ações com mais agilidade. “Nesse ritmo, teremos muito em breve um solo conservado e produtivo, além de alcançarmos a segurança hídrica do Distrito Federal”, apontou. Argileu acrescentou ainda que a produção e o plantio de mudas para reflorestamento é uma importante ação para recuperar ambientes degradados. “Assim, podemos recompor a cobertura vegetal dessas áreas tão importantes para a recarga dos nossos lençóis”, concluiu.

 

Produção diversificada — O produtor Henrique Coelho, proprietário da chácara onde ocorreu o lançamento do plano, comemorou a canalização do curso d’água. “Antes, quando o canal era aberto, não podíamos plantar quase nada durante a seca. Hoje, temos mais opções de produção, o que vai aumentar a renda familiar”, planejou. Henrique está na região há seis anos e produz vários tipos de hortaliças — em especial tomate, pimentão, morango e repolho.

 

Benefícios — O governador Rodrigo Rollemberg fez questão de ressaltar seu entusiasmo com o lançamento do plano, destacando a tubulação do canal de irrigação. “Ações relativamente simples vão trazer um benefício enorme à população. A água tubulada evita o desperdício, fica livre de impurezas e não permite a perda por erosão ou assoreamento. Em breve, devemos fazer o mesmo com os 180km de canais em todo o Distrito Federal”, pontuou.

 

Rollemberg lembrou ainda que Brasília vai sediar, em 2018, o 8º Fórum Mundial das Águas. “Queremos transformar a cidade em referência nacional no cuidado com as águas e com o meio ambiente”, declarou. O governador aproveitou para conhecer de perto a nascente do córrego Olaria, onde plantou algumas mudas de espécies do cerrado para reflorestamento da área.

 

Dengue e invasões  Durante o evento, o governador solicitou o apoio dos brasilienses na luta contra o mosquito Aedes aegypti — transmissor da dengue, da febre amarela, da febre chikungunya e do zika vírus. “Quero pedir aos extensionistas da Emater-DF, quando forem atender ao produtor rural, reforcem as orientações sobre as formas de combater o mosquito”, declarou Rollemberg. Ele mencionou ainda a importância da união de todos no combate à ocupação desordenada do solo e destacou ações de retirada de edificações irregulares ocorridas em Brazlândia.

 

O Plano de Manejo da Água e do Solo em Terras Produtivas, coordenado pela Secretaria de Agricultura e pela Emater-DF, conta com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente, Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa), Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) e Agência Nacional de Águas (ANA).

 

Rinaldo Costa

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br