Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/10/13 às 8h09 - Atualizado em 29/10/18 às 10h47

Novos caminhões trarão mais qualidade ao transporte dos alimentos do PAA

 

Os veículos foram adquiridos por meio de convênio entre a Secretaria de Agricultura (Seagri) e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Os caminhões serão utilizados pela Seagri para transportar os alimentos das Unidades de Recepção e Distribuição de Alimentos (Urdas) ao Banco de Alimentos da Ceasa, para serem doados a entidades socioassistenciais.

 

“Os agricultores familiares levam os alimentos às Urdas, onde fazemos a coleta e de onde partirá o transporte”, explicou o diretor de Compras Institucionais da Seagri, Lúcio Flávio da Silva. Atualmente existem Urdas instaladas em Brazlândia, Sobradinho, Planaltina e São Sebastião.

 

Durante o evento, o secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, apresentou o balanço sobre o programa de Compras Institucionais, realizadas no DF por meio do Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa-DF), de Aquisição de Alimentos (PAA) e Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

 

“O nível de tecnologia que se tem, tornou o processo produtivo melhor. Temos alta produtividade e uma diversidade enorme de culturas, mas muitas vezes os agricultores familiares têm dificuldades de vender o que produzem. As Compras Institucionais entram neste aspecto. Na possibilidade dos agricultores familiares terem acesso a um mercado digno e justo”, disse Valadão.

 

“O agricultor familiar trabalha e é remunerado adequadamente por isso. Assim, é capaz de honrar seus compromissos e ter dignidade, juntamente com a família, para viver no campo – não por ser obrigado, mas por ser bom viver no campo”, avaliou.

 

Compras Institucionais

 

Os Programas de Compras Institucionais movimentaram recursos de R$ 24.957.411,36 entre 2012 e 2013, adquiriram produtos de quase 2,5 mil famílias de agricultores, beneficiaram mais de cem mil pessoas e atenderam mais de 400 entidades e instituições.

 

 

Os Programas de Compras Institucionais

 

Papa-DF

O Papa-DF viabiliza a aquisição, dos órgãos do GDF, de alimentos e produtos artesanais de pequenos produtores rurais e organizações sociais do setor agrícola, sem necessidade de licitação.

 

O Programa dá mais segurança ao agricultor familiar, com a garantia de mercado para os produtos e a possibilidade de geração de empregos na propriedade e renda para a família.

 

O diferencial do Papa-DF é que os produtores podem comercializar até R$ 120 mil por ano, o que pode gerar uma renda mensal de até R$ 10 mil. Além de alimentos; produtos artesanais, flores e plantas ornamentais podem ser comercializados.

 

PAA

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma ação do governo federal, por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) em parceria com a Seagri, para fortalecer a agricultura familiar.

 

Durante a solenidade, foi assinado contrato, no valor de R$ 393 mil, entre a Cooperativa Agropecuária de São Sebastião (Copas) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a formação de estoque do órgão. A Emater-DF realizou assistência à Copas para viabilizar a contratação. “Há pouco mais de dois anos atrás, a copas só entregava leite e mal tínhamos capacidade para embalá-lo. Esses programas de Compras Institucionais são essenciais para as entidades de agricultores familiares, como a nossa, crescerem e se desenvolverem”, disse Luiz Torres, presidente da Copas.

 

Hoje a copas produz queijos, iogurtes, entre outros derivados de laticínios e fornece produtos para vários programas de Compras Institucionais.

 

PNAE

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) adquire alimentos para distribuição em escolas públicas. Com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o PNAE determina que pelo menos 30% dos recursos repassados para alimentação escolar sejam utilizados para comprar produtos da agricultura familiar ou suas organizações, priorizando as compras dos assentamentos de reforma agrária, das comunidades tradicionais indígenas e das comunidades quilombolas.

 

“Antes destes programas, sentíamos na pelo todas as dificuldades de sermos produtores e produtoras rurais. Hoje, graças a dirigentes com justiça social e amor ao próximo, vemos o feio ficar bonito e pequeno se tornar grande. Isso não é milagre, é empenho, não só dos produtores, mas das autoridades que trabalham em prol do rural”, disse Jair Pinto, presidente da Associação dos Produtores Rurais da Fazenda Larga.

 

Para o presidente da Emater-DF, Marcelo Piccin, é necessário que os agricultores também estimulem mais produtores a participar dos programas de Compras Institucionais. “É importante que todos os agricultores que fornecem produtos aos programas de Compras Institucionais falem para os que ainda não participam procurarem o escritório da Emater mais próximo de onde produzem, para buscar orientação de como participar”, ressaltou.

 

O evento teve, também, o lançamento oficial do programa Melhor Solo, parceria entre BRB, Seagri e Emater, com o objetivo de levar crédito, com juro de 1% ao ano, para investimento na correção do solo, para potencializar a produtividade. “O Melhor Solo é um mecanismo para o agricultor familiar incrementar a produção de forma sustentável. Para isso, o BRB vai disponibilizar crédito por meio do Pronamp e do Pronaf ECO, com cinco anos para pagar e dois de carência”, explicou Leane Cardoso, diretora de Agronegócios do BRB.

 

Dia Mundial da Alimentação

O Dia Mundial da Alimentação é comemorado desde 1981. A data, 16 de outubro, marca a fundação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), ocorrida naquele ano.

 

Atualmente é celebrada em mais de 150 países, como importante data para conscientizar a opinião pública sobre as questões da nutrição e alimentação. “Os Programas de Compras Institucionais são formas sustentáveis de acabar com a fome e gerar desenvolvimento econômico e social”, disse Alan Bojanic.

 

O tema, que este ano será “Sistemas Alimentares Sustentáveis para Segurança Alimentar e Nutrição” é anunciado no início de cada ano pela FAO. O objetivo de escolher um tema diferente a cada ano é aumentar a compreensão de problemas e soluções na busca pela erradicação da fome.

 

Segundo a ONU, hoje quase 870 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de desnutrição crônica.

 

Fonte: Ascom Seagri/DF

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br