Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/07/14 às 14h17 - Atualizado em 29/10/18 às 11h18

Jovens rurais ingressam no mercado de trabalho

 

A procura do primeiro emprego sempre foi uma grande preocupação para os jovens. Na área rural, o desafio é ainda maior: ao fim do ensino médio, os adolescentes sempre enfrentam mais dificuldades para se capacitar e ingressar no mercado de trabalho. Pensando nisso, a Emater-DF mantém constante diálogo com outros órgãos do governo que ofereçam políticas públicas de apoio a esses jovens. Como resultado desse esforço, 8 estudantes do núcleo rural Tabatinga (região administrativa de Planaltina) ingressaram no projeto Jovem Candango e, a partir desta semana, já começam a trabalhar, após vinte dias de qualificação.

 

A extensionista Maria José de Matos, do escritório da Emater-DF em Tabatinga, explica que o ingresso dos adolescentes no programa é resultado de um trabalho começado há mais de quatro anos. “Em 2010, iniciamos as atividades com o grupo de jovens rurais da região, onde discutíamos temas relacionados à cultura, comportamento, emprego, lazer e saúde”, relembra.

 

O trabalho sempre foi desenvolvido em parceria com a direção do Centro Educacional Várzeas, onde estudam todos os adolescentes selecionados para o projeto. As diferenças entre o espaço urbano e o rural sempre estiveram na pauta. “Com isso, conseguimos fixar nos adolescentes a identidade do campo e a necessidade de fixação no meio rural”, aponta Maria José.

 

Expectativas — O estudante Marcelo Araújo Carvalho comprova a tese. Aspirante ao curso de engenharia civil, ele conta que, por meio da capacitação, ampliou sua mentalidade sobre mercado de trabalho. “O curso me fez pensar meu futuro de outra forma. Tudo que eu aprender nesse novo trabalho, posso trazer de volta para a área rural”, entende.

 

Já Tiago Martins Rodrigues observa que a capacitação o ensinou a lidar com pessoas diferentes. “Aprendemos sobre respeito, racismo e diversidade, por exemplo”, afirma. Para o estudante, o projeto será importante não apenas para complementar a renda familiar. “É uma oportunidade de aprendizado e preparo que quero agarrar com força”, comemora.

 

Para Lucas Sousa Martins, a novidade durante a capacitação foi ter trabalhado com temas ligados a ética, responsabilidade e expressão. “Agora vou conseguir lidar melhor com as pessoas de uma maneira geral, não só no novo emprego como em qualquer situação”, analisa.

 

Capacitação e emprego — O projeto Jovem Candango foi instituído no final de 2013 pelo GDF. Por meio do programa, adolescentes de 14 a 18 anos — que estão cursando as últimas séries do ensino médio — se inscrevem para passar por um processo de capacitação e, em seguida, são encaminhados para realizar trabalhos administrativos nos órgãos do governo.

 

Entre os benefícios, estão: ordenado de R$ 950 (incluindo auxílios alimentação e transporte); carteira de trabalho assinada; férias e 13º salário; FGTS e cobertura do sistema previdenciário. A jornada de trabalho é de 4 horas diárias, em turno contrário ao da escola — podendo ser ampliada para 6 horas quando o jovem terminar o ensino médio. O contrato é válido por dois anos e o adolescente deve comprovar frequência escolar.

 

Rinaldo Costa

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br