Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/10/13 às 8h23 - Atualizado em 29/10/18 às 10h47

Instalada a Câmara Setorial da Floricultura

 

Formada pela Secretaria de Agricultura; de Desenvolvimento Econômico; de Meio Ambiente; UnB; Emater-DF; Ceasa; Sindicato dos Floricultores, Fruticultores e Horticultores do Distrito Federal (Sindihort); Sebrae-DF; Senar-DF; Associação Central Flores; Cooperativa Multiflor; Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Distrito Federal e Entorno (Fetra-DF); Sindicato do Comércio Varejista de Carnes, Gêneros Alimentícios, Frutas e Verduras, Flores e Plantas do Distrito Federal (Sindigêneros), Banco de Brasília S/A; Banco do Brasil e Credibrasília Cooperativa de Crédito Rural Ltda.; a câmara servirá para poder público, entidades representativas e produtores de flores discutirem o setor.

 

“A Câmara será o grande fórum para trocar experiências, discutir os problemas e construir soluções para o setor de floricultura do DF crescer e se desenvolver”, avaliou a presidenta da nova Câmara Setorial, eleita durante a reunião, Márcia Carvalho.

 

Além da eleição da presidência da Câmara Setorial, foi escolhida a secretária executiva, definido calendário de reuniões e instituída comissão para a elaboração do regimento interno. Na próxima reunião, a ser realizada na primeira sexta-feira de novembro, serão apresentados a proposta para o regimento interno, curso de capacitação de produtores de flores e trabalhadores e o programa de floricultura da Emater-DF.

 

Para a secretária executiva, Desirée Duarte, a Câmara Setorial da Floricultura irá favorecer a profissionalização do setor. “A Câmara servirá para organizar o setor e desenvolvê-lo. Vamos buscar todos os meios para capacitar produtores e trabalhadores. O mercado de Brasília é muito grande neste segmento. Por isso, os produtores de flores do DF têm bastante espaço para crescer”, disse.

 

Para o vice-presidente da Associação Central Flores, Francisco Carvalho, as capacitações serão bem vindas, pois trarão mais segurança ao trabalho realizado pelos floricultores. “O produtor de flores do DF, muitas vezes, é um pesquisador também. Fazemos vários experimentos, na busca do que dá certo”, ressaltou.

 

A partir de dezembro, os representantes das entidades que compõem a Câmara Setorial mostrarão aos outros participantes como podem contribuir para o fortalecimento do setor. Naquele mês o Banco do Brasil vai apresentar as linhas de crédito para o setor. Em janeiro será a vez do BRB. Neste mesmo mês será definida a ordem dos próximos membros que farão a apresentação e o calendário para 2014. Em 2013 as reuniões serão mensais. A partir do próximo ano, elas passaram a ser trimestrais.

 

A Câmara Setorial da Floricultura pretende criar mecanismos para trazer robustez à produção local. O Distrito Federal detém o maior consumo per capta de flores e plantas ornamentais do Brasil, mas produz cerca de 20% do que consome.

 

Fonte: Ascom Seagri

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br