Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/09/20 às 21h34 - Atualizado em 24/09/20 às 21h34

‘Família F’ se destaca na produção de morangos em Brazlândia

Ao lado dos oito filhos, Fancisco dos Santos e Maria do Rosário produzem morangos em Brazlândia

 

Fábio, Fabiano, Felipe, Fernanda, Francisco, Fagner, Fabiula e Francielen. Em comum, todos carregam o status de agricultor familiar, são filhos de Francisco dos Santos, 54 anos, e Maria do Rosário, 48, e trabalham no cultivo de morango na região de Brazlândia. Conhecidos como a “Família F”, que inclusive virou a marca comercial, os oito filhos, o pai Francisco e a mãe Maria se especializaram no cultivo e já foram premiados como o melhor morango da região por três anos consecutivos na Festa do Morango.

 

Enquadrados como produtores familiares, a família é atendida pela Emater-DF na região. A sigla ‘’F’’ vem das iniciais dos nomes dos oito filhos de Francisco e a trajetória na agricultura envolve toda a família, que ajuda a plantar, colher, embalar e comercializar os morangos. Vindos de São Paulo, a família está em Brasília desde 2003. Na propriedade, em uma área total de 5 hectares, 3 hectares são destinados ao cultivo da fruta e 1 hectare é destinado à goiaba, outra fruta típica da região de Brazlândia. 

 

Francisco Júnior, 25, trabalha com o pai desde os 13 anos de idade. Apesar de ser formado em Educação Física, junto com outro irmão, nunca quis abandonar as terras para tentar a vida fora do campo. “É legal porque a nossa família produz para uma outra família. É da minha família para a sua família. Quando o consumidor pega nosso produto, ele vê que tem um diferencial. É uma coisa feita com todo cuidado. Tudo para trazer satisfação ao cliente e todos aqui abraçam a ideia”, ressalta Júnior.

 

Nas terras plantavam diversas variedades de verduras e folhagens, mas foi no morango que se encontraram e decidiram investir. “O morango foi o que a gente mais se adaptou. Nos aprofundamos no tema e hoje plantamos diversas cultivares da fruta. Já tem 6 anos que a gente trabalha focado só no morango e agora começamos também na goiaba”, conta.

 

Por lá, cada um dois oito irmãos tem uma função. No entanto, no fim das contas, todos se ajudam. Fabiula Maria, 22 anos, é formada em pedagogia, mas também não cogita abandonar o trabalho no campo. “Ajudo meus pais e meus irmãos desde os 15 anos. Eu fico na parte de colocar os morangos na cumbuca e ajudando a emplastificar. Eu gosto muito de trabalhar com a minha família. Todo dia a gente trabalha arrochado aqui”, diz Fabiula.

 

Morango produzido na propriedade foi eleito o melhor da região nos últimos três anos

 

Diferencial 

A Família F, desde que passou a se especializar no morango, começou a perceber as variações climáticas e o desenvolvimento da planta. “O clima em Brasília varia muito e a gente acompanhou essa mudança com a ajuda da Emater. Os agrônomos da Emater nos orientaram sobre a melhor variedade, plantio correto a melhor forma de manuseio. Tudo de acordo com cada clima”, diz Francisco Júnior. 

 

De acordo com Fabíula, Francisco pai e Francisco Júnior são os mais entendidos sobre o cultivo e as cultivares.  Não é a toa que, desde 2017, o morango da Família F vem sendo eleito como o melhor morango na Exposição Agrícola realizada na Festa do Morango de Brazlândia. Na exposição, são classificados em primeiro, segundo e terceiro lugar as diferentes variedades de morango e também outras hortaliças expostas.

 

Para conquistar os diversos públicos, a Família F investe em diferentes variedades como como o Portola, Pircinque, Camarosa, Albion e diversas outras cultivares. “Morango mais doce, mais azedo, mais produtivo, menos produtivo. A gente explica tudo sobre as propriedades do morango e sobre as variedades para o consumidor. Não é só vender de qualquer jeito. A gente também passa o conhecimento para os nossos clientes”, afirma Júnior. 

 

Apesar da pandemia, a família garante que aumentou a qualidade da safra

 

Por lá, nada se perde. Uma parte da produção também é congelada. Em períodos de Festa do Morango, a fruta também é aproveitada em doces e geleias que são feitos para comercialização.

 

Neste ano, devido à pandemia que surgiu logo no início da plantação, resolveram diminuir a safra por medo de perdas. No entanto, o cuidado com o morango foi redobrado e as vendas estão a todo vapor. “A gente reduziu o plantio porque não sabia como ia ficar, mas aos poucos tudo foi normalizado. A gente vende para mercados da cidade, na Ceasa e também manda para Goiânia, por meio de atravessadores que buscam o produto na chácara”, ressalta Júnior.

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br