Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/09/13 às 16h23 - Atualizado em 29/10/18 às 10h46

Emater promove alternativas de renda no campo

 

Ela é casada com um agricultor e está em busca de um emprego que permita continuar no campo e cuidar do filho. Ela trabalhava em uma empresa privada próxima ao núcleo rural São José (Planaltina-DF). Mas, há dois anos, precisou sair do emprego por não ter quem cuidasse de seu bebê. O fato de ficar sem renda e dependente do marido deixou-a incomodada. Até que teve a ideia de, em sociedade com a colega Jaqueline Oliveira, montar uma estufa de flores para comercialização.

 

Ela procurou o escritório da Emater-DF no núcleo rural Rio Preto e, desde a semana passada, participa de um curso de compostagem orgânica (bokashi), biofertilizantes e caldas naturais, que contribuirão para minimizar os custos da futura produção de flores. “Estou começando a me capacitar porque quando o projeto for aprovado já teremos o conhecimento técnico”, conta Cintia.

 

O projeto de construção da estufa está sendo desenvolvido por técnicos da Emater e será financiado pelo Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR) ou pelo Prospera – dois programas de crédito do GDF. “A expectativa é grande porque minha colega mora na cidade com seus dois filhos, mas ela não vê a hora de poder trabalhar na área rural e mudar com as crianças de vez para cá”.

 

Para Cintia, a produção de flores permitirá conciliar o trabalho e o cuidado com o filho, além de promover a qualidade de vida que, segundo ela, “nunca será possível ter na cidade”.

 

Curso – O curso foi ministrado pelo extensionista da Emater Carlos Morais. Ele foi a campo coletar o material adequado para fazer os insumos junto ao grupo – a maioria mulheres-, explicando como devem estar às condições de coleta.

 

No primeiro dia de aula, Morais ensinou a fazer o composto e no segundo, os biofertilizantes e as caldas. Depois de alguns dias, necessários para fermentar o produto, os alunos retornarão para ver o resultado do trabalho.
De acordo com o extensionista, se eles fizerem adubação com esse material a redução nos custos chega a 30%. “Como o cultivo de flores é uma vocação da região, estamos mostrando alternativas para que eles possam diminuir custos e obter maior potencial comercial”.

 

Elaine Carneiro
Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br