Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/03/14 às 10h22 - Atualizado em 29/10/18 às 11h18

Distrito Federal tem plano de educação alimentar

 

O primeiro Plano de Educação Alimentar e Nutricional do DF (PEAN) foi lançado nesta quinta-feira (13) pelo Governo do Distrito Federal. As ações estão previstas para os anos de 2014 e 2015.

 

Segundo Daniel Seidel, titular da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest), a iniciativa é fruto do Plano Distrital de Segurança Alimentar, lançado pelo governo local em outubro do ano passado. O documento foi elaborado para incluir a Educação Alimentar e Nutricional às ações estratégicas da Sedest e incentivar a população a optar por hábitos alimentares saudáveis.

 

“As pessoas gastam mais com comida, mas não se alimentam direito. Por isso, os índices de obesidade e doenças adquiridas como hipertensão e diabetes estão crescendo. Precisamos valorizar o consumo de alimentos naturais e evitar enlatados e produtos com agrotóxico”, alertou Seidel.

 

As ações abrangem os restaurantes e cozinhas comunitárias, as entidades socioassistenciais, creches, comunidades e entidades terapêuticas, centros de recuperação de usuários de drogas e os programas “Picasso Não Pichava” e “Bombeiro-Mirim”. A pasta também elaborou um caderno de receitas à base de talos e cascas, que normalmente são desperdiçados.

 

“Já começamos algumas ações nesse sentido no Restaurante Comunitário. Mudamos o local do sal e da pimenta. Antes eles ficavam ao lado das comidas, agora esses temperos ficam mais afastados, para que as pessoas pensem antes de adicioná-los e não o façam de forma automática. Além disso, uma nutricionista orienta sobre os riscos do uso elevado de sódio”, ressaltou o secretário.

 

Com o plano, o Restaurante Comunitário, que serve diariamente 68 mil refeições, deve ser um espaço de integração social, troca de saberes, atividades educativas, culturais e informativas. Nas Cozinhas Comunitárias, projeto ainda em fase de planejamento, as refeições serão valorizadas como momento de convívio familiar e comunitário, e serão adotadas práticas que evitem o desperdício de alimentos durante o preparo e consumo das refeições.

 

Os assentamentos rurais receberão orientações sobre o sistema alimentar, da produção ao consumo e a relação entre os alimentos produzidos e a saúde da população. Além disso, serão estimuladas a produção, a comercialização e o consumo de alimentos da agricultura familiar. O trabalho de incentivo deve ser realizado pelos extensionistas rurais da Emater-DF, que já direcionam suas ações a esse foco, agora com as diretrizes do plano de educação alimentar.

 

Fonte: Vaneska Freire — Agência Brasília

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br