Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/19 às 12h06 - Atualizado em 28/05/19 às 14h10

Casal troca hortaliça por peixe e chega a 12 toneladas de pescado por ano

 

O piscicultor Ademir Gomes alimenta os peixes, faz medição da água e fala com técnicos da Emater

 

Depois de duas décadas cultivando hortaliças na chácara da família em Ceilândia, o casal Ademir e Sônia Gomes trocou os canteiros pela produção de peixes e atingiu em menos de três anos uma produção de 12 toneladas anuais de pescado. Com apoio da Emater-DF, o casal hoje consegue viver exclusivamente da venda de pescado para mercados, restaurantes e açougues da região e teve a propriedade reconhecida pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) como Unidade de Referência em Aquicultura.

 

Aquaponia une produção de peixes e hortaliças
Tecnologia permite produzir até 30 vezes mais peixes usando menos água e ração
Veja como fazer criação intensiva de peixes em estrutura de ferro-cimento

 

Ademir e Sônia chegaram ao Distrito Federal em 1995 vindos de Cocalzinho (GO) em busca de melhores condições de vida. Estabeleceram-se no P Sul, na região de Ceilândia, onde cultivaram hortaliças até meados de 2016, quando Ademir teve a ideia de investir na criação de peixes. Hoje eles produzem tilápias, que representam 90% da produção, piau e pirapitinga.

 

A criação é feita em cinco tanques. “Com os cinco, podemos chegar a 20 toneladas anuais”, explica Ademir, que por enquanto está produzindo aproximadamente 12 toneladas. Desde que começou a receber assistência técnica da Emater-DF, Ademir diz estar tranquilo em relação à produção. “Na verdade, eu não faço quase nada, o pessoal do escritório me entrega tudo mastigadinho”, brinca.

 

Sônia Gomes, mulher de Ademir, controla o estoque de ração usado na alimentação dos peixes

 

Sônia diz que o casal decidiu acatar todas as orientações da Emater-DF. “Temos os documentos em dia: outorga do uso de água, licenças ambientais, tudo de acordo com a lei”, declara. A produtora é responsável pelo controle do estoque de ração, além de ajudar na avaliação da qualidade da água, que é feita com frequência na chácara.

 

Segundo o gerente do escritório da Emater-DF em Ceilândia, Aécio Prado, a tilápia é uma alternativa de renda economicamente viável para os produtores. “Essa espécie tem um manejo relativamente fácil e a demanda é alta no Distrito Federal”, explica. O zootecnista diz que Ademir é muito cuidadoso com todo o trabalho. “A propriedade é caracterizada por adotar boas práticas em todas as etapas de produção — desde o controle de qualidade da água até a identificação dos tanques, cada detalhe faz a diferença”, observa.

 

 

Placas de energia fotovoltaica instaladas na casa do casal de piscicultores, em Ceilândia

 

Energia solar
Como utiliza muitos aparelhos elétricos — bombas d’água e aeradores (que mantêm a água com oxigênio), por exemplo —, o custo com energia elétrica pesa na produção. Assim, o produtor decidiu instalar um sistema de energia fotovoltaica na propriedade, para reduzir o consumo mensal de energia, que é de 400 kilowatts por mês. “Com essa iniciativa, pretendemos economizar até 250 kW por mês, o que pode diminuir os custos do meu produto final, aumentando assim a margem de lucro”, planeja Ademir.

 

Dia especial
A propriedade de Sônia e Ademir vai receber, no dia 7 de junho (sexta-feira), um Dia Especial de Piscicultura. O objetivo é apresentar aos produtores rurais, não só do P Sul como de outras regiões do DF, que a atividade é viável e pode ser rentável. “O mercado de peixes tem um grande potencial de crescimento no Distrito Federal e é possível desenvolver a criação de forma ambientalmente correta e economicamente rentável”, aponta o coordenador do Programa de Piscicultura da Emater-DF, Adalmyr Borges.

 

Serviço
Dia Especial de Piscicultura
Data: 07/06 (sexta-feira)
Horário: 9h
Local: Unidade de Referência em Aquicultura – Ademir Gomes – Setor de Chácaras do P. Sul, Ceilândia-DF
Informações: 3471-4056 (Emater-DF – escritório Ceilândia)

 

 

A Emater-DF
Empresa pública que integra o Sistema Agricultura do Distrito Federal junto com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e a Ceasa. A Emater atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo de Brasília

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br