Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/04/19 às 11h04 - Atualizado em 11/04/19 às 11h08

Agricultores orgânicos de São Sebastião ganham mais um ponto de comercialização

Inaugurada em março deste ano, feira de orgânicos no Jardins Mangueiral já apresenta bom movimento

 

Agricultores familiares orgânicos de São Sebastião podem comercializar seus produtos na mais nova feira de orgânicos da região, que acontece toda terça-feira, de 17h às 20h, no Centro de Práticas Sustentáveis (CPS) do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), no Jardins Mangueiral. Organizada por meio de uma parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) e o Ibram, a feira foi inaugurada no final de março deste ano.

 

“Temos desde pessoas que estão comercializando pela primeira vez, como os assentados de Nova Camapuã e 1º de Julho, até produtores que já estão acostumados com a logística de feiras”, afirma Lídia Jardim, agrônoma da Emater-DF em São Sebastião. Ela conta que muitos não tinham onde vender seus produtos e estão empolgados com a oportunidade da feira. “Frutas que antes se perdiam na propriedade, eles estão processando artesanalmente e fazendo doce de mamão, de abóbora e agregando valor para vender na feira”, diz a agrônoma.

 

É a primeira vez que a agricultora familiar Madalena Fonseca está participando de uma feira. Junto de seu esposo Sebastião Figueiredo, ela produz suas hortaliças molhando no regador, devido ao problema de energia em sua propriedade, que não permite o uso de bombas elétricas para puxar a água da cisterna. “Planto beterraba, cheiro verde, alface, jiló, mandioca, maracujá, quiabo, chuchu, maxixe, minha hortinha”, conta a produtora orgulhosa. Segundo Madalena, o dinheiro da feira vai ajudar a pagar as contas. “Vendi quase tudo o que eu trouxe”, diz a produtora.

 

Além de favorecer produtores rurais com mais oportunidades de escoar sua produção, a população urbana da área vizinha ao CPS também será beneficiada. “O contato direto com o produtor, sem o atravessador, faz com que o preço seja mais justo, mais acessível e o produtor seja valorizado”, afirma Bárbara Costa, gerente de projetos do Ibram.

 

O trabalho, porém, vai além da questão econômica. A proposta é, a partir da feira de orgânicos, trazer aos produtores e à comunidade o conhecimento sobre as Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs) como forma de incentivar segurança alimentar e práticas integrativas de saúde, além de dar acesso a outros projetos do CPS. “Temos trabalhado a questão econômica, científica, segurança alimentar, comunidade, enfim, é uma infinidade de possibilidades dentro de um único projeto”, comemora Bárbara.

 

 

Divulgação

Inaugurada no final de março, a feira agora está em busca de um nome. E para divulgar o novo espaço e promover o envolvimento e a participação da comunidade, a Emater-DF e o CPS estão organizando um concurso para fazer essa escolha. O autor do nome escolhido terá direito a R$ 50 em produtos. Para participar, basta preencher uma pequena ficha com a sugestão de nome e seus dados pessoais e depositar na urna disponibilizada no local.

 

Mesmo com a divulgação em fase inicial, Silvânia Barbosa, agricultora do Assentamento 15 de Agosto, conta que em pouco tempo já tem clientes fidelizados e a expectativa é de crescimento. “Achei que na inauguração não ia ter tanto movimento, mas foi muito bom e, de lá pra cá, só está crescendo”, disse a agricultora.

 

Centro de Práticas Sustentáveis (CPS)

Reinaugurado em março de 2019, o Centro de Práticas Sustentáveis do Ibram tem seu principal foco na educação ambiental. O espaço conta com construções de bambu e madeira de reflorestamento. Há ainda um sistema de captação da água da chuva e todo o rejeito de esgoto é tratado e reaproveitado nas plantas.

 

“A gente acredita em projetos como esses em parceria com a Emater, projetos que vão ter uma incidência real para o campo e para a vida das pessoas, como a feira e como o projeto Águas de São Sebastião”, afirma Raoni Costa, técnico de atividades em meio ambiente. “Estamos trabalhando em conjunto desde 2018 realizando oficinas, o concurso de queijo e é uma parceria muito importante para nós e, principalmente, para os produtores”, afirma Ivan Marques de Castro, gerente do escritório da Emater-DF em São Sebastião.

 

Entre as atividades do CPS estão, além da Feira Agroecológica, palestras duas vezes ao mês sobre Comunicação Não Violenta, além de visitas agendadas para conhecer as tecnologias do CPS todas as quartas-feiras. Tem ainda a vitrine de Pancs, onde estão plantadas diversas espécies de plantas alimentícias não convencionais, em parceria com a Embrapa.

 

Serviço

Feira Orgânica da Agricultura Familiar no CPS

Toda terça-feira, de 17h às 20h.

Centro de Práticas Sustentáveis – Av. do Cerrado, Jardins Mangueiral – São Sebastião – DF

 

 

Diândria Daia

Assessoria de Comunicação Social da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo de Brasília

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br