Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/10/21 às 17h15 - Atualizado em 7/10/21 às 17h15

Protocolo de intenções viabiliza criação de Centro de Inovação e Formação em Agricultura Tropical

 

A Emater-DF, a Embrapa e a Companhia de Produção Agrícola (CAMPO) assinaram um protocolo de intenções para a criação do Centro Internacional de Inovação e Formação em Agricultura Tropical. O documento tem o objetivo de promover e desenvolver iniciativas em inovação tecnológica, na formação de técnicos e de empreendedores em agricultura tropical. A cerimônia, realizada nesta quinta-feira (7), foi virtual e transmitida pelo canal da Embrapa no Youtube.

 

A iniciativa reúne as três instituições que contribuíram, nos últimos anos, para o desenvolvimento da agricultura e produção de alimentos no Cerrado. Esta não é a primeira parceria firmada pelas empresas, que já atuaram juntas em diversos projetos desde os anos de 1970.

 

O Centro Internacional de Inovação e Formação em Agricultura Tropical atuará em quatro grandes áreas: empreendedorismo em agricultura tropical; inteligência estratégica e segurança alimentar; formação de empreendedores rurais; e desenvolvimento e inovação. A presidente em exercício da Emater-DF, Loiselene Trindade da Rocha, destacou, em sua fala durante a cerimônia de assinatura do protocolo de intenções, a importância e o alcance desta iniciativa.

 

“Esse centro vem para promover e fortalecer ainda mais a nossa tecnologia e poder passar para o resto do país e do mundo possibilidades de inovação e desenvolvimento da agricultura familiar”, afirmou.

 

Para o presidente da Embrapa, Celso Moretti, o Centro pode contribuir com o desenvolvimento da agricultura em outros países de característica tropical. “Não tenho dúvida de que esse centro que hoje lançamos aqui, esta pedra fundamental de inovação e formação em agricultura tropical, vai contribuir de forma significativa para que não só a agricultura do Brasil, mas também a do cinturão tropical do globo, possa cada vez mais competitiva e sustentável e vai levar segurança alimentar para os povos em todo o mundo”, afirmou.

 

Origem
Presidente da CAMPO, Emiliano Botelho destacou a importância da parceria da Emater-DF, que vem tratando da implantação do Centro há mais de dois anos, e da Embrapa, com quem tem projetos desde a fundação da Companhia, em 1979. Ele lembrou da origem da CAMPO, que atua há pelo menos 40 anos no desenvolvimento da agricultura no Cerrado.

 

Criada a partir da junção de capitais públicos e privados brasileiros e japoneses, a CAMPO teve como primeiro objetivo implantar no Brasil o Programa de Cooperação Nipo-Brasileiro para o Desenvolvimento Agrícola dos Cerrados (Prodecer). O resultado foi o desenvolvimento de 21 projetos em sete estados e a conversão do Cerrado de região com um dos solos mais estéreis do Brasil em

grande produtora de alimentos.

 

Nobel da Paz
A cerimônia de assinatura do protocolo de intenções teve a participação de Alysson Paolinelli, ministro da Agricultura do Brasil nos anos de 1974 e 1979, fundador da CAMPO e indicado ao prêmio Nobel da Paz 2021.

 

Ele destacou a importância da cooperação que está ocorrendo agora entre CAMPO, Emater-DF e Embrapa: “É a sublime decisão de quem quer efetivamente contribuir para as evoluções que nós precisamos aqui no Brasil e em outras regiões, especialmente regiões tropicais que ainda hoje constituem focos de miséria de fome e de guerra, gerando pressões de imigrações para os países ricos e desenvolvidos.”

 

Para Paolinelli, o desenvolvimento da agricultura poderia resolver grande parte dos problemas que estão acometendo os países pobres e atingindo também os ricos por conta das migrações. Na avaliação dele, o Brasil poderia ajudar estes países nesta solução.

 

“Não adianta fazer muros, mesmo que eles custem bilhões de dólares. Não adianta investir nas polícias, nos exércitos para cercar no litoral do mar mediterrâneo as correntes migratórias da África. Entendemos que há uma forma mais inteligente, especialmente agora que o Brasil ofereceu ao mundo uma solução racional de conhecimento tecnológico para o desenvolvimento e a participação produtiva da área tropical do globo com uma agricultura sustentável”, sugeriu.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br