Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/23 às 13h53 - Atualizado em 14/04/23 às 14h26

Produtores aprendem a economizar dinheiro em curso sobre irrigação eficiente

COMPARTILHAR

O engenheiro-agrônomo Antônio Dantas explica questões técnicas da instalação de sistemas de irrigação

 

Em uma conta rápida feita durante o curso “Como ganhar dinheiro com irrigação eficiente”, promovido pela Emater-DF, um dos participantes percebeu o quanto poderia economizar apenas em sua conta de energia, ao redimensionar o seu sistema de irrigação. Aproximadamente 20 agricultores participaram das atividades  e receberam essas e outras informações. O curso foi realizado em duas etapas e teve o encerramento nesta terça-feira (4), no núcleo hortícola Vargem Bonita.

 

Segundo o engenheiro-agrônomo e extensionista rural da Emater-DF Antonio Dantas, instrutor do curso, é muito comum o agricultor do Distrito Federal ter um sistema de irrigação mal dimensionado e não usar técnicas para o manejo da irrigação. “O grande objetivo do curso é ensinar quando irrigar e o quanto irrigar e, também fazer com que os agricultores percebam o quanto é importante redimensionar esse sistema de irrigação”, explica.

 

Os vazamentos são comuns nos sistemas de irrigação e devem ser evitados.

Dantas mostrou para os participantes que sistemas mal dimensionados desperdiçam, além da energia elétrica, os insumos aplicados nas plantas. “A água leva o adubo para baixo da região das raízes, além disso, quanto maior o tempo de exposição da folha à água, maior o risco da planta adoecer”, disse, exemplificando como essas questões aumentam a aplicação de insumos nas plantas.

 

“A gente propõe técnicas viáveis e de baixo custo, já experimentadas na prática em várias propriedades do Distrito Federal. Tudo para que o agricultor possa melhorar seus resultados”, afirma. Entre os vilões que fazem os produtores perderem dinheiro, Dantas elencou os sistemas superdimensionados, vazamentos, aspersores ineficientes ou inadequados, comprar a bomba pela potência e não pela eficiência e doenças nas plantas causadas pelo excesso de água.

 

Patrícia Batista, filha do produtor Valderlei Batista, que produz hortaliças folhosas na área rural do Riacho Fundo I, participou do curso representando o pai. Segundo ela, aprendeu muitas coisas que só ouvia o pai falar. “Hoje eu fico na parte da comercialização, mas é sempre bom aprender sobre a produção e eu pude observar que tem muitas coisas que a gente pode melhorar, como o desperdício nos ramais de irrigação, vazamentos, desperdício de energia, coisas que influenciam no nosso lucro e a gente pode aperfeiçoar”, disse ela.

 

O curso também recebeu a presença de representantes da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema) e do Projeto CITinova que falaram da importância do uso sustentável da água. A bióloga e técnica especialista em Recursos Hídricos e Resíduos Sólidos Andreia Caristiato compartilhou os resultados do projeto piloto realizado na comunidade e a assessora especial da Subsecretaria de Gestão das Águas e Resíduos Sólidos da Sema Patrícia Michelle Feliciano falou sobre práticas sustentáveis para as bacias hidrográficas da região. As áreas rurais das regiões administrativas de Brazlândia e Gama serão os próximos locais a receberem o curso promovido pela Emater-DF.

 

Ao total, o curso tem a duração de 8 horas e traz orientações práticas e teóricas.

 

A Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede Emater-DF
CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: (61) 3311-9330 e (61) 3311-9456 (Whatsapp)
E-mail: emater@emater.df.gov.br