Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/10/19 às 15h45 - Atualizado em 22/10/19 às 16h56

Potencial do mercado de pescado de Brasília é destaque em encontro de piscicultores

 

A extensionista Cláudia Coelho durante dia de campo de piscicultura na Granja do Ipê em setembro

 

Com objetivo de permitir a troca de experiência entre piscicultores e ampliar a produção de pescados em espaços cada vez menores, a Emater-DF e a Secretaria de Agricultura realizam, nesta quinta-feira (24), o 15º Encontro de Piscicultores do Distrito Federal e Entorno. O evento serve para incentivar a produção, com informações sobre o mercado cada vez mais promissor da região. Na capital do país, o consumo per capita é de 14 quilos por ano, muito acima da média nacional, que é de 9,5 quilos por habitantes.

 

Secretário Nacional da Pesca visita unidades de piscicultura apoiadas pelo Sistema Agricultura

Emater-DF orienta produtores a como produzir mais peixes com menor custo

Produtor do Lago Norte testa aquaponia em sistema sustentável de larga escala

 

O encontro será no Centro de Tecnologia em Piscicultura da Granja do Ipê. As inscrições – que abriram no dia 3 de outubro e foram limitadas a 80 no total – já foram encerradas. O evento começa às 9h e vai até as 15h30. Durante o encontro, será realizado o lançamento do Programa de Boas Práticas Agrícolas (BPA) da aquicultura.

 

Produtores ouvem extensionisa da Emater-DF sobre técnica de criação de peixes

 

Haverá ainda informações sobre o panorama da piscicultura no DF e em Goiás, uma mesa redonda de debates e orientações sobre insumos, sistemas de produção, processamento e comercialização. “Vamos discutir e buscar soluções para organizar os produtores na inserção do pescado no mercado de Brasília”, ressaltou o coordenador de piscicultura da Emater-DF, Adalmyr Borges.

 

Mercado no DF

Hoje, a produção do DF atende somente 15% da demanda da capital – os 85% restantes vêm de outros estados e países. Cerca de 1,5 mil toneladas anuais são produzidos no DF, por 470 piscicultores. No Entorno, a produção atinge 6 mil toneladas e envolve mil produtores. O encontro serve para incentivar e aprimorar a produção, com informações sobre o mercado da região. 

 

Dia de campo de piscicultura, que reuniu dezenas de produtores do DF e Entorno em setembro

 

Além de feiras e supermercados, alguns piscicultores vendem para pesque-pagues e restaurantes que preferem o peixe fresco, como forma de fornecer ao cliente um produto de alta qualidade. Atualmente, Brasília é o terceiro maior mercado consumidor do Brasil, perdendo apenas para as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. A maior produção local é de tilápia. O quilo é vendido entre R$ 7 e R$ 9.

 

Para incentivar a criação de peixes e capacitar produtores rurais, a Emater e a Seagri fazem com frequência cursos voltados para esse público. Técnicas de construção de viveiros, análise de transparência, temperatura e acidez da água, bem como métodos de manejo de peixes são alguns dos ensinamentos compartilhados nos eventos.

 

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

 

 

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br