Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/08/19 às 16h14 - Atualizado em 14/08/19 às 16h46

Oficina de fruticultura da Emater-DF ensina manejo e poda de frutas como pitaya e banana

 

Coordenador de fruticultura da Emater-DF, Felipe Camargo ensina a podar partes doentes da pitaya

 

 

A oficina de fruticultura da Emater-DF realizada nesta quarta-feira (14) levou cerca de 50 pessoas ao espaço da Agricultura Familiar na AgroBrasília, região do PAD-DF, no Paranoá. No local, onde várias frutas e hortaliças são cultivadas, os produtores aprenderam a teoria e foram à prática com atividades como podas e capinas nas plantações de pitaya e banana.

 

Atentos, os agricultores ouviam, questionavam e logo colocaram a mão na massa. “O objetivo foi fazer podas e o manejo de todas essas culturas, ensinando o produtor para que ele possa fazer isso também na propriedade deles, aumentando a produtividade e a qualidade dos alimentos”, explicou o coordenador de fruticultura da Emater-DF, Felipe Camargo.

 

Cultivo de pitaya é novidade no circuito da fruticultura

 

O grupo foi dividido entre os interessados no aprendizado sobre o cultivo de cada fruta. No caso da pitaya, os produtores puderam ainda levar uma muda para casa. O coordenador de fruticultura da empresa explicou que a pitaya é uma fruta exótica, com grande potencial de mercado e preços excelentes. Entre os maiores exportadores do mundo estão o México e a Colômbia.

 

 

“Quem começa a produzir tem uma grande possibilidade de renda. É uma planta extremamente rústica, então tem uma facilidade de trabalhar. Ela exige um pouco menos de água e tem poucas doenças que a acometem. É uma forma mais fácil de trabalhar esse material. Inclusive no cultivo orgânico”, afirmou.

 

Moradora do Gama e dona de uma propriedade há 28 anos, Jane Vitória disse que ficou interessada pela produção. “Eu já tinha um interesse por essa planta e já tinha lido sobre ela. Achei muito fácil de produzir. Acho que de todas que eu já tentei, essa vou ter maior retorno”, afirmou. 

 

Bananal

 

Produtores aprendem sobre melhor manejo do bananal

 

Líder entre as frutas mais consumidas no Brasil, a banana, para quem produz, tem como vender e escoar [a produção], ressalta Felipe Camargo. “A gente quer mostrar para os nossos produtores a melhor forma de produzir essas duas culturas [banana e pitaya] para entregar produtos de qualidade no mercado.”

 

De acordo com Marcelo Ruas, extensionista da Emater de Sobradinho, com a oficina, além de ensinar técnicas de manejo e poda aos produtores, na área da plantação de bananas da Agricultura Familiar, a ideia também é tentar recuperar a plantação. “O objetivo da oficina é recuperar esse bananal que possui erros básicos de manejo”, disse. 

 

Surpresa, Rosimeire dos Reis, do Núcleo Rural Rio Preto, conta que sempre achou que quanto mais brotos tivesse uma bananeira, melhor e maior a quantidade de cachos. “Eu acabei descobrindo que devemos manter até três brotos: a mãe, a filha e a neta. Isso para você ter bananas de maior qualidade”.

 

 

A Emater-DF

Empresa pública que integra o Sistema Agricultura do Distrito Federal junto com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e a Ceasa. A Emater atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br