Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/10/19 às 15h52 - Atualizado em 22/10/19 às 12h39

Evento na CLDF discute desafios e avanços da alimentação no DF

 

Sessão solene na Câmara Legislativa do Distrito Federal em homenagem ao Dia Mundial da Alimentação

 

Em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação, celebrado no dia 16 de outubro, a Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou, na manhã desta sexta-feira (18), uma sessão solene de debates sobre os desafios e os compromissos governamentais para garantir alimentação saudável e de qualidade à sociedade. A data serve para repensar e discutir a questão alimentar e situações de vulnerabilidade no planeta.

 

O deputado Cláudio Abrantes (PDT) lembrou que a o Dia Mundial da Alimentação é celebrado em 16 de outubro em razão da criação do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Citando dados do mais recente relatório da agência da ONU, Abrantes disse que 821 milhões de pessoas passaram fome no mundo no ano passado. “É um dado alarmante”, afirmou.

 

Câmara Legislativa debate políticas públicas e qualidade da alimentação na primeira infância

Agricultura familiar passa a entregar produtos em todas as escolas públicas do DF

 

Ele falou ainda das disparidades entre as pessoas que passam fome e as que se alimentam de forma inadequada, o que também causa uma série de problemas, principalmente em relação à saúde. “Enquanto há gente passando fome, há 40% das pessoas com sobrepeso”, declarou.

 

A presidente da Emater, Denise Fonseca, lembrou dos desafios das entidades ligadas à agricultura. “Nós temos de alimentar quase 8 bilhões de pessoas com uma dieta equilibrada e saudável. Produzir alimentos sem agrotóxicos e outros resíduos químicos”, ressaltou ela, que também falou sobre a importância do produtor rural. “O trabalhador rural é imprescindível nesse panorama. São homens e mulheres aos quais dedicamos nosso trabalho na Emater-DF.”

 

Presidente da Emater-DF ressaltou, em seu discurso, importância do produtor rural para a alimentação saudável

 

Denise citou ainda parcerias da empresa com a Secretaria de Agricultura e a Ceasa em programas fomentadores do desenvolvimento rural e que proporcionam alimentação de qualidade à população do Distrito Federal. Na mesma linha, o secretário-executivo da Secretaria de Agricultura, Luciano Mendes, disse que na capital já não se fala mais em expandir a área de produção. “Precisamos produzir mais e com qualidade. E isso passa por tecnologia”, disse.

 

O presidente da Ceasa, Wilder Santos, afirmou que a empresa tem como diretriz ampliar o consumo de frutas e legumes pela população. A meta, de acordo com ele, é fazer o consumo crescer até 15%. Ele disse que a Ceasa tem se empenhado em garantir uma alimentação mais saudável e que faz parceria com entidades e escolas para explicar o papel do órgão na questão da segurança alimentar da população. 

 

O representante da FAO no Brasil, Gustavo Chianca, disse que este ano, pela primeira vez na história, o número de subnutridos será maior do que o de obesos. A má alimentação (subnutrição ou consumo inadequado de nutrientes) é a principal causa de doenças e mortes prematuras no mundo, afirmou. Ele disse também que é necessário o envolvimento de governos, órgãos públicos e sociedade para garantir o sucesso de políticas públicas em relação à questão alimentar.

 

Políticas públicas

A diretora do Banco de Alimentos da Ceasa, a nutricionista Lidiane Pires, disse que um dos eixos de atuação da entidade é o desperdício zero. De acordo com ela, de janeiro a setembro, o Banco de Alimentos conseguiu evitar que 230 toneladas de alimentos próprias para o consumo humano fossem descartadas. Os alimentos foram enviados a instituições assistenciais e garantiram refeições para milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar.

 

O superintendente Federal de Agricultura do DF, William Barbosa, ressaltou as parcerias entre órgãos públicos e privados e a adoção de políticas públicas no setor alimentar como forma de melhorar a qualidade da alimentação e garantir uma produção agrícola mais sustentável. O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) no Distrito Federal é referência para o Brasil. “Hoje, 44% do orçamento vêm da agricultura familiar”, disse.

 

 

Deputado Claudio Abrantes fez homenagem a pessoas que contribuem para melhoria da alimentação no DF

 

Referência nacional

O superintende da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Rafael Bueno, também citou a agricultura familiar do DF como referência nacional e a importância das políticas públicas como forma de buscar soluções para a questão da subnutrição e insegurança alimentar. Segundo ele, 30 mil pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar foram atendidas em 2018 no DF por meio de programas e entidades como o Banco de Alimentos.

 

Ao final do evento, o deputado entregou certificados com menção de louvor a algumas pessoas que realizam trabalhos voltados para garantir alimentação nutritiva e de qualidade. O gerente do Escritório de Comercialização da Emater, Blaiton Carvalho da Silva, a diretora do Banco de Alimentos da Ceasa, Lidiane Pires, o presidente da Ceasa, Wilder Santos, e o superintendente da Conab, Rafael Bueno, estavam entre os homenageados.

 

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br