Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/10/19 às 16h02 - Atualizado em 11/10/19 às 13h49

Jovens do programa Filhos deste Solo visitam propriedade de sucesso referência em orgânicos

Joe Valle explicou as vantagens do mercado e também importância do controle de campo do negócio

 

Uma turma do Instituto Federal de Brasília (IFB) que participa do Programa Filhos Deste Solo visitou nesta quarta-feira (9) a Fazenda Malunga. A ida  dos estudantes até o empreendimento rural teve como objetivo mostrar um modelo de negócio que deu certo, como forma de incentivo e empoderamento, e faz parte do programa de empreendedorismo da Emater-DF.

 

Os jovens foram recebidos pelo proprietário da Fazenda Malunga, Joe Valle, que deu um panorama do início do trabalho, da forma como a empresa atua e do mercado empreendedor. Questões sobre gerenciamento, plantio, colheita, certificação, questões legais como a rastreabilidade e todas as etapas do processo até que os produtos cheguem ao supermercados foram abordadas por Joe.

 

Coordenadora do projeto Filhos deste Solo, Adriana Dutra, da Emater-DF, afirmou que visitas a propriedades conceituadas e com propostas diferenciadas, como a Fazenda Malunga, ampliam os horizontes dos jovens e mostram um mercado empreendedor que pode dar certo.

 

“A experiência e visão empreendedora do Joe permitiu que ele se antecipasse ao mercado. Aliou a isso a busca incessante pelo aperfeiçoamento dos processos de gestão, estudo de mercado e novas tendências. Os participantes do programa Filhos deste Solo estão começando a trilhar novos caminhos e aprendendo outras formas de estruturar seus negócios. Conhecer essa história é, sem dúvida, uma experiência inspiradora”, disse.

 

Durante o encontro, Joe Valle ressaltou que seu negócio é pautado pelo compromisso com o meio ambiente e com a alimentação saudável. Lembrou as dificuldades enfrentadas no início da produção, devido à insegurança em apostar em um mercado ainda desconhecido e também das tentativas frustradas do começo. Entre os diversos ensinamentos, o proprietário falou sobre a importância da gestão de pessoas como ferramenta de sucesso para um empresa.

 

Atentos, os jovens conheceram a área de embalagem dos produtos in natura

 

“O segredo não é a técnica, mas sim a gestão, uma gestão de pessoas. É o relacionamento que a gente constrói. O insumo é o conhecimento, que sem as pessoas não é nada”, disse. Hoje, a Malunga é referência nacional no mercado de orgânicos e produz alimentos saudáveis sem agrotóxicos, adubos químicos ou hormônios desde a década de 80. 

 

São 180 funcionários na propriedade e outros 65 nas lojas Malunga espalhadas na capital. Além de emprego, o negócio estimula a produção de pequenos produtores na região, isso porque pequenos agricultores que têm o certificado de orgânico vendem parte da produção para a Malunga.

 

Grupo de estudantes ao final da visita técnica na Fazenda Malunga

 

 

Empoderamento

Estudante de Agropecuária no Instituto Federal de Brasília, Bruna Francisca de Carvalho, 18 anos, uma das jovens que participa do programa Filhos deste Solo, afirmou que o curso está encorajando seu lado empreendedor. “A gente está percebendo que é possível colocar em prática o nosso plano de negócio. Essa experiência é muito nova e eu estou achando muito bom saber que as coisas são possíveis se houver planejamento”, apontou.

 

De acordo com ela, a visita à Malunga serviu para que percebesse que, mesmo diante das dificuldades, perseverança pode ser a chave para o sucesso. “Eu aprendi hoje que tudo, no início, não é fácil, mas se você desenvolver um planejamento de forma correta vai dar certo no final. Importante também manter o foco nos objetivos bons e grandes”, disse.

 

Cleiton Neves, estudante de Agropecuária no IFB, morador da região do Córrego do Atoleiro, em Planaltina, afirmou que a experiência serviu para que ele pudesse ter certeza do negócio que pretende abrir. “Aprendi muito sobre produção de hortaliças e leite orgânico. É uma experiência única e muito gratificante. O programa Filhos deste Solo está sendo muito bom e a visita técnica conseguiu com que a gente visse na prática tudo que a gente aprendeu no curso durante as últimas semanas.”

 

Encorajada, Daiane Pereira de Sousa, 19 anos, afirmou que a experiência adquirida no curso vai tirar seu plano de negócio do papel. “Eu não sabia que algumas coisas eram tão simples de colocar em prática e importantes de serem aplicadas. O curso só está contribuindo para que o meu empreendimento ganhe força e qualidade”, disse.

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br