Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/17 às 16h57 - Atualizado em 29/10/18 às 11h42

Inovação para continuar produzindo

Dia de Campo apresenta técnicas e tecnologias para cultivo de hortaliças com economia de água

 

Há pouco mais de dez anos, o agricultor José de Assis chegou ao núcleo rural Chapadinha, em Brazlândia, e começou a plantar morangos em uma propriedade de 5 hectares. Em 2014, com a diminuição do volume de chuvas, ele solicitou ajuda à Emater-DF para saber como poderia reduzir o consumo de água sem comprometer a produção.

 

Desde então, José tem conseguido manter a atividade com menos impactos ambientais. No último sábado, o agricultor abriu sua chácara para receber o 13º Encontro Técnico do Morango — um Dia de Campo sobre inovações tecnológicas para irrigação de hortaliças. O evento, que reuniu pouco mais de 60 pessoas, é parte da programação da 22ª Festa do Morango.

 

Segundo José de Assis, a principal motivação para adotar práticas mais sustentáveis em sua propriedade não foi econômica. “A água é um bem finito. Precisamos pensar no amanhã”, argumentou. O agricultor utiliza o “irrigas”— um sensor que detecta a quantidade de água no solo, indicando a necessidade ou não de irrigação —, além do gotejamento e micro-aspersão. “Com essas tecnologias, a economia de água, energia elétrica e tempo na propriedade chegou a 50%”, observou.

 

O presidente da Emater-DF, José Guilherme Leal, lembrou que o sacrifício dos produtores da região é fruto da crise hídrica. “Nosso papel é apresentar opções ao agricultor. Além das tecnologias com as quais a empresa vem trabalhando mais intensamente desde o ano passado, lembramos que o FDR (Fundo de Desenvolvimento Rural) oferece crédito com 0% de juros àqueles que queiram substituir seus sistemas de irrigação”, destacou José Guilherme.

 

O Dia de Campo foi divido em quatro estações: manejo da irrigação e fertirrigação; irrigação localizada e microaspersão; mecanização e automação; e tecnologias para reservação de água. Em cada uma das estações, técnicos da Emater-DF e de empresas parceiras falavam sobre o tema e tiravam dúvidas. “O Dia de Campo é uma metodologia tradicional da extensão rural, cuja maior vantagem é mostrar, de perto, que as técnicas e tecnologias que apresentamos dão resultado de fato”, disse o diretor executivo da Emater-DF, Rodrigo Marques.

 

Rinaldo Costa
Assessoria de Comunicação – Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br