Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/09/20 às 23h37 - Atualizado em 18/09/20 às 23h37

Festa do Morango virtual finaliza com mais de 14 horas de lives

 

Um dos eventos mais tradicionais do Distrito Federal, a Festa do Morango teve que se adaptar ao meio digital. Até o final do evento, nesta sexta-feira (18), a Emater-DF realizou 11 lives sobre os mais diversos temas: produção de morango, receitas, técnicas de cultivo, irrigação, comercialização, entre outros, que estão disponíveis no canal da empresa no YouTube. No site da festa ainda é possível acessar publicações técnicas, vídeo sobre como produzir mudas de morangos, notícias e curiosidades sobre a fruta.

 

O evento contou com a participação não apenas de técnicos da Emater-DF, mas também de produtores rurais e instituições parceiras como Embrapa e Ministério da Agricultura. Foram mais de 14 horas de vídeos com mais de 1.400 visualizações.

 

Comercialização 

Apesar de não haver a festa presencial, os agricultores não deixaram de comercializar seus produtos. A Emater-DF criou a página Põe na Cesta. Lá, é possível que consumidores e comerciantes contatem os produtores para compra de morangos, doces e polpas, por exemplo.

 

Foram mais de 7.400 acessos à plataforma durante a semana do evento.

 

Produção local

Com uma área de produção estimada em 173,95 hectares, o cultivo de morango no Distrito Federal tem gerado emprego, renda e animado os produtores. Em 2019, o Valor Bruto da Produção de morango – que é calculado através da produção agropecuária e os preços médios recebidos pelos produtores (produção x R$) – foi de R$ 81,7 milhões.

 

Apesar da pandemia, que resultou em um aumento do dólar e, consequentemente, do valor das mudas importadas plantadas em agosto, a estimativa é de que a safra chegue a 7 mil toneladas em 2020. Atualmente, há 225 produtores de morangos, entre convencionais e orgânicos no DF, que geram cerca de 1.500 empregos.

 

Nos últimos anos, a cultura do morango obteve vários avanços, principalmente em variedades, técnicas de manejo e de produção. E isso possibilitou que a produção expandisse no Distrito Federal, região que não tinha tradição no seu cultivo. Em 1995, quando surgiu a Festa do Morango, eram 60 produtores que cultivavam a fruta na região de Brazlândia em 60 hectares de produção. Atualmente, a área de produção no DF é de quase 180 hectares, com 220 produtores. A estimativa é que em 2020 a safra chegue a 7 mil toneladas.

 

O papel da Emater-DF em conjunto com instituições de pesquisa foi fundamental para aportar conhecimentos nas diferentes áreas, de modo a dar condições ao agricultor de ter boa rentabilidade e garantir a sustentabilidade na sua área de produção. Com resultados cada vez mais positivos na produção, mais produtores passaram a cultivar morangos.

 

“Pode-se destacar como principal fator do desenvolvimento da produção de morangos no DF a introdução de novas variedades, com adaptabilidade na região, bem como tecnologias como irrigação por gotejamento, fertirrigação, microtúneis e manejos biológicos”, conta o gerente da Emater-DF em Alexandre de Gusmão, Hélio Lopes.

 

VEJA A TRAJETÓRIA DO MORANGO NO DF

 

A Emater-DF

Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br