Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/20 às 21h33 - Atualizado em 29/07/20 às 22h40

Emater-DF leva grupo de agricultoras a lançamento de campanha no Planalto

 

A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e o secretário Candido Teles com agricultoras no Palácio do Planalto

 

O Ministério da Agricultura lançou nesta quarta-feira (29) a 5ª edição da campanha “Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos”, ação desenvolvida em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) e instituições governamentais, organizações da sociedade civil e entidades privadas latino-americanas.

 

Mulheres de áreas rurais se reinventam e passam a produzir máscaras para superar a crise

Mulheres do PAD-DF aprendem mecânica de carros e participam de oficina de beleza

No núcleo rural Caub I, mulheres retomam tradição das rodas de fiar

Empoderadas, mulheres aprendem a dirigir trator em curso ministrado pela Emater-DF

 

O evento no Palácio do Planalto contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, das ministras Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos), do representante da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil, Rafael Zavala. A agricultura do Distrito Federal foi representada pela Emater-DF, com a presidente Denise Fonseca, pelo secretário de Agricultura, Candido Teles, e por um grupo 13 agricultoras e lideranças rurais de várias regiões do DF.

 

De acordo com o Ministério da Agricultura, a campanha tem como objetivo dar visibilidade “às mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes que vivem e trabalham em um contexto de desigualdades estruturais e desafios sociais, econômicos e ambientais, agravado pelo impacto da pandemia de Covid-19 na América Latina e Caribe”.

 

A ministra Damares Alves, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente Jair Bolsonaro e a ministra Tereza Cristina no lançamento da campanha, no Palácio do Planalto

 

Em seu pronunciamento, a ministra Tereza Cristina lembrou que a desigualdade de gênero no campo ainda é uma realidade. As mulheres administram cerca de 20% dos 5,07 milhões de estabelecimentos rurais no Brasil, mas, juntas, essas propriedades representam apenas 8,5% da área rural do país – o equivalente a 30 milhões de hectares. Segundo o Censo Agropecuário de 2017, o mais recente, a desigualdade é menor entre as pequenas propriedades: nos estabelecimentos rurais de até 1 hectare, há dois homens para cada mulher gerindo a propriedade.

 

“Mulheres têm menos acesso a crédito, à tecnologia, à mecanização, à assistência técnica, a recursos produtivos e ao cooperativismo. O que isso representa é potencial econômico perdido”, afirmou a ministra.

 

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a desigualdade de gênero ainda é uma questão muito presente no agronegócio brasileiro. O Censo Agropecuário de 2017, o mais recente, aponta que dos 5,07 milhões das propriedade rurais brasileiras, apenas 19% (cerca de um milhão) tinham a gestão desempenhada por mulheres.

 

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, discursa durante o lançamento da campanha

 

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, disse que o fortalecimento das mulheres no campo passa pela adoção de políticas públicas capazes de gerar ocupação e renda e de ações de combate à violência. A ministra Damares Alves afirmou que o governo vem auxiliando as trabalhadoras e trabalhadores rurais com auxílio financeiro. Segundo ela, 10 milhões de pessoas no campo já receberam auxílio emergencial por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

O representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, disse que a campanha vem em uma hora oportuna. “Ações inovadoras, principalmente aquelas envolvendo o desenvolvimento tecnológico, serão essenciais para impactar de maneira positiva os desafios da pandemia de covid-19, especialmente nas condições de vida dessas mulheres rurais”, declarou.

 

A ministra Tereza Cristina, a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e o secretário de Agricultura, Candido Teles

 

Agricultura do DF

Presente ao lançamento da campanha, a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, parabenizou a ministra Tereza Cristina pela campanha. “[Ela] Tem feito um excelente trabalho com as agricultoras familiares. Pela agricultura familiares, nós estamos aqui homenageando as mulheres”, disse (veja vídeo abaixo).

 

O secretário de Agricultura, Candido Teles, afirmou que a campanha é um reconhecimento dos governos federal e do Distrito Federal do papel da mulher na produção agropecuária. “Aqui nós temos um grande trabalho feito pela Emater, com as mulheres empreendedoras, e que agora vem se encaixar perfeitamente nessa iniciativa do governo federal, das mulheres rurais, mulheres com direitos.”

 

 

“[O evento] É muito importante pra mulher conseguir mostrar que ocupa um espaço”, afirmou a produtora de flores Miriam Camargo, que comercializa na Central Flores, na Ceasa. Ela foi uma das produtoras rurais levadas pela Emater-DF à cerimônia no Palácio do Planalto.

 

A também produtora de flores Rose de Morais, de Rio Preto, em Planaltina. afirmou que a campanha contribui para a valorização da mulher do campo. “Tem uma importância muito grande para o empoderamento das mulheres, para mostrar que estamos presentes na agricultura, trabalhando com muita força”, declarou.

 

Presidente da Emater, Denise Fonseca, e produtora rural entregam buquê de flores cultivadas no DF à primeira-dama, Michelle Bolsonaro

 

No Distrito Federal, a Emater atua para fortalecer entidades, cooperativas e agroindústrias formadas por mulheres. Um exemplo é a Cooperindaiá, que produz polpa de frutas diversas e é gerida por mulheres. Outro exemplo é a Cooperativa Multiflor, composta basicamente por mulheres, que se organizam na produção e na comercialização coletiva de flores e de plantas ornamentais. Também há a Cooperhort, que tem em uma produtora rural a gestão do empreendimento.

 

O desenvolvimento do setor agropecuário do Distrito Federal é uma das diretrizes do GDF. O governo tem como política para o meio rural o desenvolvimento de atividades que gerem ocupação e renda, de modo a elevar a qualidade de vida no campo, principalmente dos pequenos produtores e agricultores familiares.

 

 

A Emater-DF
Empresa pública que atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 150 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br