Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/04/14 às 10h53 - Atualizado em 29/10/18 às 11h18

Dia de Campo conscientiza sobre importância da conservação do solo e da água

 

Na quarta-feira (15), Dia Nacional de Conservação do Solo, foi realizado um Dia de Campo para apresentar as ações de preservação realizadas no DF por meio do Projeto Produtor de Água no Pipiripau. Técnicos, produtores rurais, ONGs e cerca de 100 estudantes do projeto Vira Vida do SESI participaram do evento na chácara 2 do Núcleo Rural Taquara, em Planaltina.

 

Organizado pela Unidade de Gestão do Projeto Pipiripau, o evento contou com visitas às áreas que receberam apoio para o plantio de árvores, construção de bacias de coleta de água de chuva, melhoria de estradas, terraços para evitar a degradação do solo, cercas para evitar a invasão dos animais nas áreas plantadas, atividades que promovem a adequação ambiental de suas propriedades. Entre outubro de 2013 até agora o projeto viabilizou o plantio de 240 mil mudas e a construção de 200 bacias,150 hectares de terraços e 38 km de estradas.

 

Anfitrião do evento, o produtor rural Daniel José Pires, falou que é importante que todos tenham consciência da necessidade de se preservar o solo e a água. “Nós da agricultura e os que moram na cidade dependemos muito da água. Espero que essas árvores plantadas hoje aqui simbolizem um futuro próspero para todos”.

 

O coordenador do projeto na Emater-DF, Sumar Ganem, explica que a empresa sempre teve a preocupação de orientar o produtor sobre a importância da preservação para a produção rural e destaca a importância da ação conjunta da comunidade. “A Emater orienta para que os produtores desenvolvam as atividades de preservação de forma integrada com seus vizinhos para que os resultados da conservação do solo e da água sejam maiores”.

O diretor-executivo da Emater-DF, Carlos Banci, disse que acompanhou o desenvolvimento da região da Taquara e Pipiripau e parabenizou os agricultores pelo sucesso. “Tenho que tirar o chapéu para os produtores que seguiram as orientações e as técnicas que promovem o uso sustentável da água e a conservação do solo”.

 

Para o secretário de Agricultura, Lúcio Valadão, ações como essas mudam a imagem de que o agricultor prejudica o meio ambiente. “O produtor é responsável nas suas ações e estão disponibilizando para a população água com qualidade. Os resultados do programa Produtor de Águas mostram que o GDF está comprometido com a sustentabilidade do meio rural e com o bem-estar de toda a população. Esse projeto deve ser levado para outras bacias do Distrito Federal”, disse.

 

No final do evento foram plantadas cerca de 200 mudas de árvores nativas do Cerrado em uma área de preservação permanente da propriedade.

 

Estiveram presentes no evento o representante do vice-governador Tadeu Filippelli, Frantônio Albuquerque; a representante do Sesi, Neuma Lopes; a representante da Rede de Sementes, Regina Fernandes; o diretor da Adasa, Diógenes Martori; o representante da ANA, Egon Krakhecke; o professor da UnB, Henrique Chaves; o representante da The Nature Conservancy, Albano Araújo; além da equipe da Emater e da Secretaria de Agricultura, responsáveis pela organização do evento.

 

Produtor de Água

 

O Produtor de Água é uma iniciativa da Agência Nacional de águas (ANA), que tem como objetivo a redução da erosão e assoreamento dos mananciais nas áreas rurais. O programa, de adesão voluntária, prevê o apoio técnico e financeiro à execução de ações de conservação da água e do solo, como, por exemplo, a construção de terraços e bacias de infiltração, a readequação de estradas vicinais, a recuperação e proteção de nascentes, o reflorestamento de áreas de proteção permanente e reserva legal, o saneamento ambiental, etc. Prevê, também, o pagamento de incentivos (ou uma espécie de compensação financeira) aos produtores rurais que, comprovadamente, contribuem para a proteção e recuperação de mananciais, gerando benefícios para a bacia e a população.

 

No Distrito Federal o projeto está em execução na Bacia do Ribeirão Pipiripau, que abastece mais de 200 mil pessoas das regiões de Sobradinho e Planaltina. Atualmente, cerca de 50 produtores estão inscritos voluntariamente no projeto e mais de 32 já adotam práticas de preservação ambiental. O programa é realizado por meio de uma Unidade Gestora de Projeto (UGP).

 

Entidades participantes da UGP: Secretaria de Agricultura (Seagri), Semarh, Emater, Adasa, DER, Caesb, Ibram, Terracap, MMA, MIN, ANA, Sudeco, Banco do Brasil, Embrapa, UnB, Sesi, WWF, Fundação Banco do Brasil, TNC e Rede de Sementes do Cerrado.

 

Carolina Mazzaro

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br