Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/09/19 às 8h37 - Atualizado em 4/09/19 às 16h13

Dia de Campo apresenta inovações tecnológicas para piscicultura; veja como participar

 

Reservatório-vitrine na AgroBrasília utiliza aerador do tipo chafariz

 

Com o objetivo de levar ao produtor de peixes alternativas tecnológicas para produzir mais com menos recursos, a Emater-DF, em parceria com a Secretaria de Agricultura, promove o dia de campo de Sistemas de Aeração, na manhã desta sexta-feira (6), no Centro de Tecnologia em Piscicultura da Granja do Ipê, localizado no Park Way. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local (veja localização no mapa ao final deste texto).

 

Tecnologia permite produzir até 30 vezes mais peixes usando menos água e ração
Festa do Tambaqui distribui peixes e promove produção e exportação de pescado

 

O dia de campo apresentará estratégias para o uso da aeração (oxigenação da água) e vai também mostrar três sistemas que podem ser adotados, de acordo com a necessidade e o perfil de cada produção. “A utilização de sistemas de aeração possibilita uma maior oxigenação da água, e com isso a gente consegue produzir mais peixes com menos água”, explica o extensionista rural e médico-veterinário da Emater-DF Adalmyr Borges.

 

Criação de peixes com sistema de bioflocos, que usa aeração por ar difuso

 

O extensionista rural explica que todos os sistemas que serão apresentados utilizam energia elétrica, mas potencializam o retorno financeiro. Assim, o produtor deverá ponderar qual das inovações se adaptará ao seu objetivo de produzir com menos água, porém com menos custos também. “O produtor poderá avaliar qual o sistema de aeração é mais adequado e qual é o mais eficiente do ponto de vista econômico para o tipo de criação dele”, afirma Borges.

 

“Serão destacados três tipos: a aeração mecânica com pás e chafariz, com bicos injetores e aeração por ar difuso”, afirma o coordenador. Ao final do encontro, os participantes poderão degustar um prato à base de tilápia.

 

Brasília é o terceiro maior mercado consumidor de pescado no Brasil, no entanto a produção regional atende a menos de 15% da demanda local. A piscicultura aparece como uma nova alternativa de renda e emprego para as propriedades rurais do Distrito Federal.

 

Segundo Borges, a expansão da atividade deve acontecer de forma sustentável e com o aproveitamento racional dos recursos hídricos existentes. O uso de sistemas de aeração possibilita a oxigenação e reutilização da água com um aumento considerável na produtividade da criação de peixes.

 

VEJA COMO CHEGAR À GRANJA DO IPÊ

 

 

Serviço

Dia de Campo de Piscicultura – Sistemas de Aeração

Data: 6 de setembro (sexta)

Hora: 8h30

Local: Granja do Ipê – Setor Park Way, Quadra 8.

Inscrições: gratuitas, no local

Mais informações, com a Emater-DF mais próxima (veja aqui os endereços da Emater).

 

 

A Emater-DF

Empresa pública que integra o Sistema Agricultura do Distrito Federal junto com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e a Ceasa. A Emater atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas.

 

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br