Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/05/16 às 15h05 - Atualizado em 29/10/18 às 11h37

Cultivo de Pitaya é novidade no circuito da fruticultura

 

Em um mercado cada vez mais competitivo, a introdução de novas espécies frutíferas pode ser uma boa opção para quem deseja diminuir riscos e diversificar fontes de renda. Por isso, o circuito temático da fruticultura, no Espaço de Valorização da Agricultura Familiar (Evaf), na Agrobrasília 2016, apresentará novas frutíferas que têm ganhado espaço no mercado consumidor brasileiro, como a Pitaya e o maracujá BRS Pérola do Cerrado.

 

Em parceria com a Embrapa Cerrados, a Emater-DF apresenta três novas cultivares de Pitaya e duas formas de cultivo ao produtor. “O objetivo é mostrar mais uma opção de fruta para o agricultor diversificar sua produção. É uma fruta rústica, resistente a doenças e de fácil manejo”, conta o agrônomo da Emater-DF, Felipe Camargo. Os frutos podem apresentar variação na coloração da polpa e da casca de acordo com a espécie. As mais cultivadas e comumente encontradas nos mercados são: fruto de polpa branca e casca vermelha, fruto de polpa vermelha e casca vermelha e fruto de polpa branca e casca amarela com espinhos.

 

Já o maracujazeiro silvestre BRS Pérola do Cerrado, lançado em 2013 pela Embrapa, é resultado de um processo de melhoramento com o objetivo de se obter uma maior produtividade, qualidade de fruto e resistência a doenças. É uma planta rústica, adaptável a diversas regiões, e que pode produzir até 25 toneladas por hectare. A polpa doce pode ser destinada a indústria de sucos, sorvetes, doces e para o consumo in natura. Ela tem cada vez mais se tornado uma opção rentável para a agricultura familiar.

 

Consórcio – Outro aspecto importante na fruticultura, apresentado do circuito, é a possibilidade de plantios em consórcio. “A prática promove o melhor aproveitamento de espaço, insumos, água e otimiza os custos de implantação”, explica Felipe.

 

Respeitando espaçamentos e características de cada planta, foi implantado o plantio de banana em consórcio com café e pupunha. É uma forma de divulgar um sistema sustentável de cultivo, com  melhor aproveitamento dos recursos naturais.

 

Serviço

Espaço de Valorização da Agricultura Familiar (Evaf)  – AgroBrasília 2016

Data: 10 a 14 de maio (terça-feira a sábado)

Local: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no km 5 da BR-251, no sentido Brasília—Unaí.

 

Carolina Mazzaro

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br