Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/05/17 às 15h49 - Atualizado em 29/10/18 às 11h41

Com ajuda da Emater-DF, escola ensina a cuidar de horta e evitar o desperdício de água

 

Os 190 alunos que utilizavam essa água para lavar mãos e pés gastavam cerca de 800 litros de água por dia – o que era considerado um desperdício

 

A água é fundamental à vida. Mas esse importante recurso tem sido fonte de preocupação em Brasília devido à crise hídrica por conta dos baixos níveis de água dos reservatórios. Pensando em uma maneira de contribuir para a conscientização sobre o desperdício deste recurso, uma escola de Brasília desenvolveu o projeto “Por um mundo melhor”.

 

A escola Jardim de Infância 404 Norte idealizou o projeto de uma horta na qual os próprios alunos ajudam a plantar e colher há 14 anos, mas o sistema de reuso da água do bebedouro principal foi implantado no último mês de fevereiro. Os 190 alunos que utilizavam essa água para lavar mãos e pés gastavam cerca de 800 litros de água por dia – o que era considerado um desperdício.

 

Agora, Amanda Louie, de 4 anos, que estuda no 1º Período, já sabe que na escola não pode haver desperdício e que é preciso tomar cuidado para não faltar água na horta. “A gente molha a terra, planta, cuida da horta e isso é muito importante”, disse a pequena. E, assim como Amanda, os demais alunos, professores e os pais estão envolvidos com o objetivo do projeto: conscientização ecológica. “Nosso projeto abrange a sustentabilidade. Além disso, outro objetivo é que os alunos aprendam a selecionar e separar o lixo – o que já fazemos em sala de aula”, explica a diretora da escola, Rose Mara Albuquerque.

 

Funcionamento

 

A escola fez uma encanação que leva a água que sai do bebedouro para uma caixa pequena. Ali acontece o processo de filtragem e essa água passa por outros canos que a levam até a bomba. Quando a bomba é ligada – com a função de passar o líquido por pequenos aspersores – a água chega, por fim, à horta. Os aspersores jorram pequenas quantidades de água, de maneira a evitar o desperdício na hora da irrigação.

 

O aluno Kron Samuel, de 4 anos, explica que eles usam o bebedouro e sabem a importância de fazer o uso consciente da água na escola: “A água desce para a caixa, passa pelo cano, passa pela bomba e vai para a horta. Lá a gente molhas as plantas e cuida de tudo”.

 

A escola conta com a ajuda e incentivo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), que disponibilizou canos, ligações de canos, a bomba e adubos para o uso nas hortas.

 

“Implantamos esse projeto pensando no reaproveitamento. Já estamos percebendo nos alunos a preocupação de não gastar água de maneira desnecessária”, diz Rose Mara.

 

Tudo que é plantado na horta, os alunos consomem na própria instituição. E o que sobra, eles levam para casa. A diretora diz que esse aprendizado e o contato dos alunos faz com que eles tenham um cuidado maior com a natureza. “Não há desperdício aqui”.

 

Leia sobre como os agricultores familiares estão enfrentando a crise hídrica no DF neste link.

 

Carolina Mazzaro

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br