Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/03/16 às 12h01 - Atualizado em 29/10/18 às 11h36

Brazlândia recebe a 1ª Festa da Goiaba

 

Economicamente, a goiaba é tão importante quanto o morango no Distrito Federal, sendo Brazlândia o principal polo produtor. A região administrativa concentra 140 hectares dedicados ao cultivo da fruta, com uma produção de 4,2 toneladas por ano — uma média de 30 toneladas por hectare. Para divulgar a cultura e movimentar a economia da região, a Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag), com apoio da Emater-DF, realizou, neste fim de semana (entre os dias 10 e 13), a 1ª Festa da Goiaba. Exposição agrícola, festival gastronômico, comercialização de geleias, doces, licores, tortas e compotas, curso de receitas e encontro técnico foram algumas das principais atrações que os visitantes puderam desfrutar.

 

De acordo com o presidente da Arcag, Takao Akaoka, o cultivo de goiaba em Brazlândia tem potencial para crescer ainda mais. “Com a festa, divulgamos o cultivo, ampliamos o espaço de negócios e atraímos a atenção do consumidor. A produção regional, tanto da fruta in natura quanto processada, é de alta qualidade, graças ao esforço dos agricultores e ao apoio da Emater-DF”, ponderou o produtor.

 

O gerente do escritório da Emater-DF em Brazlândia, Rodrigo Teixeira Alves, lembra que o cultivo da goiaba se intensificou na região a partir da década de 1970. “A maioria dos produtores é de origem japonesa, e possuem práticas bem particulares de manejo”, explicou. Para ele, um evento como a Festa da Goiaba valoriza o agricultor e o produto local. “Festas como a do morango (também em Brazlândia), pimentão e maracujá (em Planaltina) mostram como a agricultura do Distrito Federal é importante e produz alimentos de alta qualidade”, acrescentou Rodrigo.

 

Para a gerente do escritório da Emater-DF no núcleo rural Alexandre de Gusmão, Magali Fortes, outro ponto forte da festa é a dinamização da economia regional. “O evento reúne dezenas de produtores e comerciantes, que geram empregos e renda. Todos têm a ganhar”, apontou.

 

Evento de peso — Durante a abertura oficial da festa, na sexta-feira (11), o secretário de Agricultura, José Guilherme Leal, comemorou o nascimento de mais um evento de peso em Brasília. “A goiaba não é só um produto. É o resultado de um trabalho que envolve centenas de famílias de agricultores, que construíram e estão construindo a história da cidade com muita dedicação, responsabilidade social e ambiental”, observou. Para o coordenador de Operações da Emater-DF, Adalmyr Borges, a integração entre produtores rurais e o público urbano é um dos pontos fortes da festa. “Aqui, os moradores da cidade podem conhecer mais de perto o excelente trabalho produzido na área rural”, destacou.

 

Qualificação — Na quinta-feira (10), o Encontro Técnico da Goiaba mobilizou cerca de 50 pessoas, entre produtores rurais e técnicos. O pesquisador José Egídio Flori, da Embrapa Semi-Árido (Petrolina-PE), falou sobre o manejo das espécies cultivadas em Brazlândia. “Uma atividade como essa é importante para somar conhecimento, o que vai resultar num aprimoramento das técnicas de cultivo na região”, observou o gerente da Emater-DF em Brazlândia, Rodrigo Teixeira Alves.

 

A 1ª Festa da Goiaba foi realizada pela Arcag e contou com o apoio da Emater-DF, além da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF (Seagri-DF), Ceasa-DF e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

 

Rinaldo Costa 
Assessoria de Comunicação – Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br