Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/13 às 11h54 - Atualizado em 29/10/18 às 10h45

Artesanato pode aumentar renda de agricultores

 

Cestos de pães, fruteiras, luminárias, arandelas, cortinas e o que mais a imaginação permitir: tudo pode ser feito utilizando o taquari, uma espécie de bambu nativa do cerrado. Moradores do assentamento Cigano, no município de Água Fria (GO), já usam a madeira para produzir espetinhos de churrasco. A Emater-DF, que atende a comunidade, promoveu um curso de artesanato onde os participantes puderam ampliar o conhecimento sobre a utilização do taquari. As aulas terminaram nesta sexta-feira (3).

 

O gerente do escritório Assentamentos Leste da Emater-DF, João Colemar, explicou que os técnicos da empresa identificaram quais agricultores tinham o perfil para trabalhar com artesanato. “Além de integrar as comunidades rurais da região (moradores de três assentamentos participaram do curso), estamos cumprindo o papel da extensão rural, que é promover a sustentabilidade econômica e ambiental das zonas rurais”, observou Colemar.

 

O curso durou 48 horas e foi ministrado pelo artesão João Gomes, numa parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-DF). O artista trouxe sua experiência com outros materiais — como fibra de bananeira, coco de macaúba e sementinhas — para somar com o taquari. “Foi uma experiência muito rica, onde também aprendi bastante. O cerrado tem muito a nos ensinar, podemos usar vários produtos da terra para fazer arte”, apontou.

 

Rinaldo Costa

Assessoria de Comunicação da Emater-DF

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br