Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/07/19 às 13h10 - Atualizado em 1/07/19 às 17h20

1ª Festa da Batata reúne comunidade, técnicos e extensionistas da Emater-DF em núcleo rural

Professor José Ricardo Peixoto, da UnB, fala sobre plantio na festa organizada pela Emater-DF

 

A batata-doce é o carro-chefe da produção agrícola no núcleo rural Santos Dumont, na região administrativa de Planaltina. Dos 90 agricultores da comunidade, cerca de 70% trabalham com o tubérculo, que é comercializado em feiras livres, mercados e na Ceasa-DF. De olho no vigor dessa produção, a Emater-DF e a Associação dos Usuários do Canal do Santos Dumont (Aucasdu) realizaram, no útlimo sábado (29), a 1ª Festa da Batata. O evento reuniu mais de 120 pessoas e contou com uma programação diversificada, que incluiu palestras técnicas, ações sociais e até um concurso de receitas.

 

Festa da Goiaba movimenta programação de Brazlândia

Com mudas compradas, começa o plantio de morangos em Brazlândia

 

De acordo com a presidente da Aucasdu, Sandra Ribeiro Kikuchi, grande parte dos agricultores do núcleo rural é descendente de japoneses. “Há cerca de 15 anos, começamos a trabalhar com uma muda de batata-doce que veio do Japão. Assim, conseguimos cultivar um produto mais macio, mais sequinho, mais fácil de cozinhar, o que é um diferencial muito positivo para a comercialização”, comenta a produtora. “O apoio da Emater-DF tem sido fundamental para desenvolvermos a atividade”, completa.

 

Segundo a engenheira agrônoma Gesinilde Radel Santos, do escritório da Emater-DF em Planaltina, a cultura da batata-doce é rústica, ou seja, de manejo mais fácil. “O tubérculo pode ser cultivado durante todo o ano a campo aberto, o que diminui os custos de produção”, aponta. Gesinilde ressalta ainda o caráter nutritivo do alimento, que é “rico em carboidrato de baixo índice glicêmico”, observa.

 

 

Extensionista Sônia Lemos, da Emater-DF, explica como funcionam benefícios sociais a famílias rurais

 

Qualificação

A Festa da Batata teve início pela manhã, na sede da Aucasdu, com palestras sobre doenças e pragas na cultura da batata-doce (com Alexandre Furtado e Jorge Anderson Guimarães, da Embrapa), plantio e tratos culturais (com os professores José Ricardo Peixoto e Michelle Vilela, da Universidade de Brasília), benefícios sociais e aposentadoria rural (com a extensionista Sônia Lemos, da Emater-DF).

 

“Queremos que o evento seja cada vez mais participativo. A comunidade do Santos Dumont sempre nos dá ótimas respostas”, afirma o gerente do escritório da Emater-DF em Planaltina, Leandro Moraes. “Acreditamos que a Festa da Batata pode se firmar como uma das principais atrações da área rural do DF”, acrescenta o extensionista.

 

Concurso incentiva a criatividade e o consumo

Escondidinho, tapioca, chips, bolo, brigadeiros, beijinhos e até um tempurá, prato típico da culinária japonesa: teve tudo isso no concurso de receitas a base de batata-doce. Foram onze concorrentes, todos moradores da comunidade do Santos Dumont. O certame foi organizado pela Emater-DF. “Nosso objetivo é divulgar a produção local, incentivar o consumo da batata-doce e estimular a criatividade do pessoal”, conta a extensionista Sandra Evangelista, da Emater-DF em Planaltina.

 

Produtoras apresentam receitas preparadas para a Festa da Batata-doce promovida pela Emater-DF

 

Os pratos foram julgados por quatro jurados — dentre eles a engenheira de alimentos Rosa Maria, professora da UnB com doutorado em batata-doce —, que avaliaram a apresentação, criatividade, originalidade e sabor. O primeiro lugar ficou com a produtora Sandra Maria Martins de Souza, que apresentou uma receita de escondidinho de batata-doce com frango cremoso (veja receita abaixo). O segundo foi dado à agricultora Junko Inagaki Kikuchi, que levou o tempurá de batata-doce — uma combinação de verduras e legumes fritos. Já o terceiro foi para Lucia Rodrigues Domingues, que preparou coxinhas de batata-doce fitness. As vencedoras receberam prêmios doados pelo Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob).



Confira a receita campeã

 


Escondidinho de batata-doce com frango cremoso

 

INGREDIENTES

1kg de batata-doce

2 latas de creme de leite

1 peito de frango

2 tomates

3 dentes de alho

1 cebola média

300g de bacon

300g de queijo

1 colher (sobremesa) de pimenta-do-reino

 

MODO DE PREPARO

Cozinhe a batata-doce, amasse e faça um purê. Doure o alho e a cebola, acrescente a batata e mexa muito bem. Coloque o creme de leite e reserve.

 

Para o frango cremoso: em uma panela, doure a cebola e o alho. Junte o frango, o bacon, os tomates, o sal e a pimenta-do-reino e refogue até murchar. Desligue o fogo, acrescente o creme de leite e misture bem.

 

Por fim, monte e polvilhe queijo por cima.

 

 

Saiba mais
100g de folhas de batata-doce picadas contêm:
água: 86,81g
proteína: 2,49g
carboidratos: 8,82g
fibra alimentar: 5,3g
cálcio: 78mg
ferro: 0,97mg
magnésio: 70mg
fósforo: 81mg
potássio: 508mg
vitamina C: 11mg
valor energético: 42kcal

Fonte: Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

 

 

 

A Emater-DF

Empresa pública que integra o Sistema Agricultura do Distrito Federal junto com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e a Ceasa. A Emater atua na promoção do desenvolvimento rural sustentável e da segurança alimentar, prestando assistência técnica e extensão rural a mais de 18 mil produtores do DF e Entorno. Por ano, realiza cerca de 120 mil atendimentos, por meio de ações como oficinas, cursos, visitas técnicas, dias de campo e reuniões técnicas

 

 

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Emater-DF

Parque Estação Biológica, Ed. Sede EMATER-DF CEP: 70.770.915 Brasília - DF Telefone: 3311-9330 E-mail: emater@emater.df.gov.br